Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Prefeitura de SP dará R$ 100 mil a startup com solução contra coronavírus

Minimizar a desaceleração econômica na capital paulista no período pós-pandemia é um dos objetivos do programa de aceleração da Ade Sampa; soluções financeiras são as mais procuradas

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2020 | 15h11

A Prefeitura de São Paulo lançou na última quinta-feira, 2, mais um programa de aceleração coordenado pela Ade Sampa, agência vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. O foco agora está em startups que tragam soluções financeiras para minimizar os efeitos econômicos negativos para a cidade de São Paulo devido à pandemia causada pelo novo coronavírus no município. As inscrições estão abertas até o dia 11 de abril. Serão selecionados 10 projetos, que receberão aporte de R$ 100 mil cada um

O objetivo do programa é a preservação de empregos e geração de renda, principalmente no meses pós-pandemia, no qual a desaceleração econômica será evidente. Para isso, as startups devem apresentar soluções que já estejam em com o mínimo produto viável definido e testado. Gestão financeira nas empresas é um dos focos do programa. Para participar, a empresa também precisa estar em estágio intermediário ou avançado no seu processo produtivo, apresentando resultados que justifiquem o apoio ao negócio. 

Também com inscrições abertas, a quinta edição do programa Vai Tec busca acelerar startups criadas nas periferias da cidade de São Paulo. Serão selecionados 24 projetos, que receberão um aporte de R$ 34.200 cada um. As inscrições podem ser feitas no site da Ade Sampa até o dia 16 de maio. 

O Vai Tec tem duração de oito meses e conta com atividades individuais com foco em cada empreendedor, além de mentorias e capacitação em diferentes áreas da gestão de uma empresa, como gerenciamento de equipe, marketing, MVP (testes mercadológicos para o produto mínimo viável) e aspectos técnicos jurídicos. Para participar, o negócio precisa ser inovador, ter viabilidade técnica e econômica para execução e apresentar potencial de escala.

Podem se inscrever no edital pessoas físicas organizadas em equipes de, no mínimo, dois membros, maiores de 18 anos e residentes nos distritos de Parelheiros, Capela do Socorro, M’Boi Mirim, Campo Limpo, Cidade Ademar, Casa Verde, Cachoeirinha, Freguesia do Ó, Brasilândia, Perus, Pirituba, Jaraguá, Santana, Jaçanã, Tremembé, Vila Maria, São Miguel Paulista, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, São Mateus, Guianases, Cidade Tiradentes, Itaquera, Vila Prudente, Penha, Sapopemba, Barra Funda, Butantã, Jaguaré, Raposo Tavares e Rio Pequeno. 

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. Clique aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.