ESTADÃO PME » » notícias

| 19 de outubro de 2017 | 18h 52

Pets ganham certidão de nascimento, serviço de viagens e até cervejaria

Empresários investem em produtos e serviços diferenciados para animais de estimação; tendência de “humanização” toma conta do mercado

Mariana Agati, Especial para o Estado - O Estado de S.Paulo

Um lugar para o animal de estimação e o dono tomarem cerveja

Um lugar para o animal de estimação e o dono tomarem cerveja

Mesmo consolidado, o setor pet continua criando novidades para aproveitar um mercado que continuou se expandindo, apesar da crise.Dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) mostram que o faturamento do segmento em 2016 foi de R$ 18,9 bilhões, um crescimento de 4,9% em relação ao ano anterior.E a previsão é de que os bons números se repitam neste ano. Entre as novidades há 'certidão de nascimento' para os bichinhos, serviços de viagem com acompanhante e até cervejaria.

Fabiana Gonzales e Adriano Camperoni decidiram começar um negócio novo depois de vinte anos trabalhando na área de marketing. Em maio de 2016, os dois profissionais fundaram a “República Nacional dos Pets”, que tinha como objetivo inicial registrar animais de estimação com o sobrenome da família. “A empresa começou por uma necessidade pessoal”, conta Fabiana. “Nós tínhamos um cachorro, e nós queríamos dar o nosso sobrenome para ele. Buscamos por esse serviço na internet e não encontramos.” Desde o lançamento no ano passado até hoje, a empresa já comercializou cerca de 2.500 certidões de família, registradas em 27 Estados do País. Para fazer o registro, o dono do animal embolsa uma quantia única de R$ 59.

Ao perceberem que o mercado de animais de estimação tinha potencial, os dois empresários investiram na expansão da marca. E firmaram parcerias com empresas de grande porte, como Bradesco, Azul e Cinemark, além de ONGs e marcas do universo pet, como o e-comerce Best4Pets. Adquirindo a Certidão de Família, o cliente passa a fazer parte de uma espécie de clube de vantagens, acumulando benefícios como descontos em produtos, ingressos de cinema ou milhas aéreas. Recentemente, a República dos Pets passou a oferecer novos serviços, como o Fly Pet - Despachante Pet, que oferece facilidades e agilidades para as famílias que precisam embarcar seus animais em aviões.

Como é a 'certidão de nascimento' dos PTEs

Como é a 'certidão de nascimento' dos PTEs

O Despachante Pet é um serviço personalizado que abarca três tipos de iniciativas diferentes: a primeira é a orientação com os documentos necessários para a viagem;. A segunda é a própria documentação, isto é, a empresa se dispõe a tomar conta de todos os procedimentos burocráticos. A terceira - o “grande diferencial” do serviço, de acordo Fabiana - é o acompanhamento no avião e a entrega do animal de estimação até o dono. “Nós embarcamos com o seu pet e o entregamos pessoalmente em outro país. Se for um pet pequeno, levamos no colo.” Os preços variam dependendo do destino, mas as orientações têm um valor fixo de R$ 500.

“Bebendo uma com meu melhor amigo”

No mesmo caminho da República dos Pets, outras empresas também estão investindo em serviços “especiais” para os animais de estimação. Em São Paulo, foi inaugurado neste ano o Botecão Pet, a primeira cervejaria para cachorros do mundo. “Ao contrário dos restaurantes pet-friendly, em que o dono aceita o cachorro, no Botecão é o cachorro quem aceita o dono”, diz Lucas Marques, CEO do grupo Ipet, responsável pelo bar. Já são duas unidades funcionando, ambas dentro de petshops; a primeira abriu as portas na Vila Pauliceia em junho, e a segunda, em Alphaville, no mês passado. No Botecão, os donos podem comprar cerveja, vinho e petiscos para os cães, além de cerveja artesanal para consumo próprio. Segundo Lucas, a ideia do bar é “beber uma com meu melhor amigo”.

O espaço também é alugado para fazer festinhas de aniversário para os pets. O valor fica em torno de R$ 50 reais por cachorro, incluindo bebidas e petiscos no cardápio, enquanto o consumo dos humanos é cobrado a parte. Lucas afirma que a procura pelo serviço está crescendo e que o Botecão recebe entre 20 e 80 cachorros por final de semana. “Os donos estão sedentos por novidades.”

O Botecão surge como forma de vender a DoogBeer e o Dog’s Wine, as duas bebidas da linha de líquidos para animais de estimação que o grupo Ipet começou a produzir dois anos atrás. Ao contrário da versão para humanos, a cerveja e o vinho dos pets não possuem teor alcoólico: “Não tem álcool, nem gás, nem uva. São produtos feitos especificamente para a dieta animal.” Lucas diz que o conceito por trás dos produtos é a “humanização” dos cachorros. “Hoje, as pessoas tratam o cachorro como filho, como membro da família. A ideia é que a rotina do dono vire também a rotina do cachorro.”

Rabih Hanna funcou a DotPet, plataforma que possibilita a compra de produtos e serviços voltados aos animais de estimação

Rabih Hanna funcou a DotPet, plataforma que possibilita a compra de produtos e serviços voltados aos animais de estimação

A “Amazon dos pets”

O investimento nos serviços para os pets também está ganhando força no ambiente digital. Desde 2015, Rabih Hanna trabalha no desenvolvimento do DotPet, uma plataforma que possibilita a compra de produtos e serviços voltados aos animais de estimação, como ração, medicamentos, atendimento veterinário e agendamento de banho e tosa. Os produtos são entregues na casa do cliente em até duas horas depois do pedido, e é possível comparar preços e marcas.

Em funcionamento há um mês por meio do site e de aplicativo para Android e Iphone, o DotPet já tem mais de 2 mil clientes e 500 fornecedores cadastrados. Rabih refere-se à tecnologia como uma “Amazon dos pets” e afirma que o serviço é inovador no Brasil e no mundo. Por enquanto, a plataforma opera somente na cidade de São Paulo, mas o CEO da empresa tem planos de ampliar o serviço para outras cidades do País.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui