ESTADÃO PME » » notícias

| 09 de fevereiro de 2017 | 5h 00

Empresa proíbe motorista de dobrar à esquerda e economiza 38 milhões de litros de combustível

Política da companhia de entregas americana UPS fez motoristas gastarem menos gasolina e evitarem acidentes

O Estado de S.Paulo

UPS já economizou 38 milhões de litros de combustível desde 2004

UPS já economizou 38 milhões de litros de combustível desde 2004

Se você fosse dono de uma empresa de entregas, orientaria seus funcionários a fazer o caminho que talvez seja o

mais longo? Pois a americana UPS adota essa política, com ótimos resultados.

Responsável por entregar 18,3 milhões de pacotes e documentos diariamente, a companhia pede que seus motoristas evitem ao máximo dobrar à esquerda no trânsito. De acordo com reportagem da BBC, a justificativa é que, além de aumentar a chance de acidentes, a manobra faz os condutores esperarem mais tempo parados no semáforo ou até que o movimento no sentido oposto os permita cruzar a via.

Os motoristas devem seguir à risca a orientação mesmo que isso signifique trajetos mais longos. Funciona assim desde 2004, e hoje 90% das entregas seguem caminhos pela direita. O resultado? 38 milhões de litros de combustível economizados, 20 mil toneladas a menos de dióxido de carbono lançados na atmosfera e 350 mil pacotes entregues a mais.

Viagens mais longas e menor gasto de combustível. A conta pode parecer estranha, mas tem explicação. Toda vez que precisa parar e arrancar, você consome mais combustível que no caso de seguir uma rota contínua, mesmo que dobrando diversas vezes à direita.

Essa equação foi, inclusive, comprovada pelo programa Caçadores de Mitos, do Discovery Channel. Em um  episódio, a dupla que o apresenta colocou dois veículos para fazer o mesmo número de entregas. Enquanto um virou à esquerda oito vezes, e quatro à direita, o outro dobrou apenas uma vez à esquerda e 23 à direita. A diferença de consumo entre os dois foi notável: 3,08 litros contra 1,08 litro de gasolina.

O tempo e a distância para completar a entrega, entretando, foi maior para o veículo que priorizou a direita. Em média, 10,8 quilômetros e 61 minutos, contra 8,3 quilômetros e 52 minutos do concorrente. Isso significa que priorizar a esquerda pode funcionar para uma grande empresa como a UPS, com mais de 100 mil veículos, mas não é exatamente uma boa ideia para o motorista comum.

Para facilitar a vida de seus motoristas, que fazem em média 120 paradas por dia, a UPS usa um aplicativo que traça os melhores caminho de acordo com a política da empresa.    

 

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui