ESTADÃO PME » » notícias

Mercado| 22 de outubro de 2018 | 14h 59

Empreendedora cria padaria para crianças em fase de introdução alimentar

Gabriela Fugulin abriu a ‘Padaria dos Bebês’ em março deste ano na capital paulista com cerca de 22 opções de pães de vegetais, bolos e cookies de frutas sem açúcar e conservantes

Redação - O Estado de S.Paulo

Gabriela Fugulin criou Padaria dos Bebês após a maternidade. Foto: Felipe Rau/Estadão 

Gabriela Fugulin criou Padaria dos Bebês após a maternidade. Foto: Felipe Rau/Estadão 

A administradora de empresas Gabriela Fugulin construiu sua carreira no mercado financeiro, mas sempre teve interesse por gastronomia, encarando a área como uma “segunda opção” desde o início da vida profissional. O ponto de partida para migrar definitivamente para o universo da alimentação foi a maternidade, durante a introdução alimentar do filho. “Li muitos livros e estudos sobre o que poderia preparar ou não para ele comer e descobri que esse é um tema muito mais amplo do que  imaginamos”, diz Gabriela. Ao preparar diversos pãezinhos com legumes e vegetais como forma de diversificar o cardápio do filho, a empresária enxergou um mercado pouco explorado e uma possibilidade de negócio. Surgiu então a Padaria dos Bebês, empresa que começou na casa de Gabriela no início de 2017 e ganhou cozinha própria em março deste ano, com a abertura de uma loja na cidade de São Paulo.

“Percebi que as pessoas se interessavam quando tinham contato com os pãezinhos que eu estava fazendo, na época apenas para o meu filho. Comecei então a produzir em casa para vender. E em março deste ano abrimos o espaço, com equipamentos sob medida, consultoria de nutricionistas e de uma pediatra”, conta a empreendedora, que tem dois sócios-investidores.

O produto principal são os pãezinhos de vegetais feitos com polvilho. “Temos 22 opções e fazemos testes constantes de novos sabores. O principal ingrediente é o legume, o que proporciona que a criança sinta bastante o sabor e a textura dele”, explica. Os bolos são adoçados com tâmaras e feitos com leite de inhame e ovo caipira. Não há possibilidade de consumo na loja, pois todos os produtos são vendidos congelados. “Como não usamos conservantes, preferimos vender os produtos congelados, que têm prazo de validade de pelo menos dois meses”, completa. A empresa também trabalha com opções de assinaturas trimestrais, semestrais e anuais.

A produção da Padaria dos Bebês já chega a 200 quilos mensais, entre pães, bolos e cookies. Gabriela acredita que os produtos facilitam a rotina das mães, pois são opções saudáveis que podem ser transportadas para qualquer lugar. “São lanchinhos nutritivos para crianças que já vão para a escola ou mesmo para mães e pais que deixam o filho na casa das avós. Como a falta de tempo é comum, oferecemos produtos gostosos e saudáveis e de fácil preparo, só é preciso descongelar." Gabriela investe no valor nutricional de seus produtos, mas acredita que é preciso mostar para a criança legumes e verduras em seu estado natural, principalmente durante  os primeiros meses de introdução alimentar. "Acho importante frisar que é essencial a criança conhecer um brócolis como um brócolis, não diretamente em um pão, por exemplo.”

Para a nutricionista do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região SP-MS, Vivian Zollar, os produtos fabricados por Gabriela atendem às necessidades e obedecem algumas restrições alimentares na fase de introdução alimentar das crianças. "O polvilho é um ingrediente originado da mandioca, que não apresenta nenhuma restrição. Não usar açúcar e optar pelo leite de inhaque também são boas escolhas na produção dos pães e bolos. O leite de vaca não é recomendado para crianças antes do primeiro ano devido ao risco de desenvolvimento de alergias", explica.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui