ESTADÃO PME » » notícias

Tecnologia| 03 de abril de 2014 | 11h 48

Startup quer faturar R$ 5 milhões com solução para frente de caixa

Empresários desenvolveram novo sistema para substituir computadores, servidor, impressora e máquinas de cartões em lojas de menor porte

Renato Jakitas, Estadão PME

Divulgação
Divulgação
Felipe Lachowski e José Augusto buscam quiosques dentro de shoppings

Os empreendedores Felipe Lachowski e José Augusto R. B. querem faturar com um problema comum entre micro e pequenos varejistas brasileiros: a frente dos caixas. Eles investiram no desenvolvimento de uma solução para integrar registradora, computador, a impressora fiscal e as máquinas de cartões de débito e crédito.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::

Batizado de PinGObox, o produto será lançado em março e, nesse primeiro momento, terá como foco as lojas em formato de quiosques, sobretudo as instaladas dentro dos shoppings. Vendida a R$ 4 mil, a solução traz um tablet, um leitor de cartão e também uma impressora fiscal.

Os equipamentos desenvolvidos pelo empreendimento rodam no sistema operacional Android e chegam para o comprador dentro de uma caixa.

“O nossa grande desenvolvimento foi conseguir uma comunicação entre o software que roda no tablet e a impressora fiscal, algo que ainda não existia”, afirma Lachowski. “Tudo fica na nuvem, todos os controles. O dono do negócio pode entrar no administrador pelo celular e puxar todos os relatórios”, destaca o administrador de empresas, que em 2011 fundou a Startup House, incubadora de negócio onde surgiu a PinGObox.

“Já temos dez equipamentos em operação em cidades do interior”, conta o empreendedor, que pretende faturar R$ 5 milhões no primeiro ano de atividade do negócio. Além do equipamento, o empresário paga uma mensalidade de R$ 200 pelo uso do software. 

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui