ESTADÃO PME » » notícias

| 22 de dezembro de 2015 | 9h 38

SP tem agora até quiosque para vender aplicativo de smartphone

Empresários vão investir R$ 4 milhões para lançar unidades em shoppings, aeroportos e também em universidades

Renato Jakitas, O Estado de S.Paulo

O trabalho do paulistano Johnny de Jesus é, no mínimo, incomum. Desde o começo do mês ele divide com quatro colegas um quiosque dentro de um shopping de luxo na cidade de São Paulo onde oferece, aos clientes interessados em roupas e acessórios finos, um produto que, até então, não se esperava encontrar à venda por ali: aplicativos para celular.

Ferreira (esq.), Lopes e Lombardo, donos do Twizer
Ferreira (esq.), Lopes e Lombardo, donos do Twizer
Werther Santana/Estadão

“As pessoas olham curiosas”, diz o estudante de publicidade, que se define como “usuário compulsivo de tecnologia”. “Acordo e antes de tomar café da manhã ou ir ao banheiro eu pego o celular”, afirma.

Batizado como Twizer (pinça, em inglês), o quiosque é o primeiro de uma série de 50 programados por três empresários. Marco Ferreira, Gilberto Lopes e Daniel Lombardo fazem carreira no mercado de promoção de vendas e são donos da agência Cuattro, que hoje fatura perto de R$ 60 milhões por ano com demonstração de produtos no varejo para empresas como LG, Sony, Vivo e Oi. “Trabalhamos há 20 anos como produtores e acho que foi por isso que percebemos essa demanda de mercado”, conta Gilberto Lopes, CEO da empresa, que cobra dos produtores de aplicativos entre R$ 27 mil e R$ 37 mil por mês para demonstrações em espaços de grande fluxo de pessoas, exatamente como o corredor do shopping onde a equipe de Johnny de Jesus está instalada.

“Todos os caras desse mercado de apps nasceram digitais e esse nosso negócio aqui é offline. Você pergunta se ele já pensou em ter uma equipe demonstrando seu aplicativo e ele se coça, dizendo que não, que o modelo não tem escala”, conta o empresário, que justifica o valor de sua ideia por meio de uma particularidade cultural, algo que, segundo ele, é compartilhado não apenas por brasileiros, mas também por consumidores em países emergentes como China e Rússia.

“Nos Brics, tudo o que tem tecnologia embarcada vai precisar de consultoria para incentivar a venda”, afirma. “A gente, quando vende uma máquina de Nespresso, tem de mostrar como colocar a cápsula, que o café para de cair sozinho e só aí a coisa vai. O consumidor, aqui, não tem muita maturidade para comprar sozinho.”

Infidelidade. Até aqui, Gilberto Lopes e seus sócios já investiram R$ 2 milhões no projeto do Twizer, que sai do papel com clientes do porte de 99 Táxi, Playkids, Ifood, ClickBus, além de líderes de categoria como o Spotify. Até o segundo semestre do ano que vem, quando querem expandir a ideia para aeroportos, rodoviárias e campi de universidades, eles pretendem injetar outros R$ 2 milhões.

A confiança dos empresários é que os resultados obtidos atraiam a atenção dos produtores de aplicativos, que hoje lutam para aparecer em meio a uma imensidão de opções. Estima-se que, por dia, mil novos apps são anunciados pelo mundo, somando-se a um montante de 3 milhões de aplicativos, gratuitos e pagos, à disposição nas três lojas do setor: Google Play, Apple Store e Microsoft.

“É um mercado extremamente disputado e de muita experimentação. Cerca de 80% dos aplicativos que são baixados são deletados após a primeira experiência. Após a segunda experiência, o índice é de quase 95%”, afirma Léo Xavier, CEO da empresa de aplicativos Pontomobi. “Eu vejo essa ideia de maneira muito positiva. Mas ele precisa converter toda essa experiência offline em downloads. E para isso ele tem concorrência”, afirma.

Gilberto Lopes está com isso no radar. Já no início do ano, ele planeja lançar uma versão online da Twizer. Vai oferecer tutoriais e indicações de aplicativos. “Esse negócio aqui (de quiosques) tem um limite, 50 unidades. Mas vamos ter nosso próprio aplicativo. Vamos ter um robô para identificar a marca do smartphone do usuário e enviar para ele todo o conteúdo compatível com o aparelho.”

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui