ESTADÃO PME » » notícias

Expansão| 24 de novembro de 2012 | 15h 50

Saiba o que fez uma loja virtual de produtos cosméticos faturar milhões em pouco tempo

Estratégia da Beleza na Web inclui oferecer dicas sobre o uso de produtos aos consumidores

VANESSA BELTRÃO, ESPECIAL PARA O ESTADO de S. PAULO

Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão
Alexandre Serodio teve ideia de montar o e-commerce quando tinha salão de beleza

 O Brasil é hoje o terceiro mercado mundial no consumo de itens da indústria da beleza, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão. Neste ambiente favorável, a loja virtual Beleza na Web, especializada na venda de produtos cosméticos, espera faturar este ano R$ 34 milhões. O negócio já possui mais de 400 mil clientes cadastrados e vende mensalmente 70 mil produtos. Tudo isso com apenas quatro anos de existência.

A ideia de montar o e-commerce surgiu no salão de beleza em que o fundador loja, Alexandre Serodio, era sócio. Segundo ele, as clientes pediam por telefone produtos diferenciados que eram vendidos no estabelecimento, mas tinham dificuldade em entender as indicações contidas nas embalagens. “Eu consegui organizar essas informações online”, completa.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::


Apesar de ser formado em economia e propaganda, o mundo dos cosméticos já fazia parte da vida do empreendedor. Filho do ex-presidente da Avon, Ademar Serodio, Alexandre trabalhava no ramo desde os 19 anos. Na época, o estágio em uma casa de fragrâncias foi apenas o empurrão inicial para uma carreira neste mercado que já dura 18 anos.

O divisor de águas em sua vida aconteceu em 2010, quando decidiu dedicar-se exclusivamente ao site e desfez a sociedade com o salão de beleza. “Vi que era um negócio que poderia crescer muito mais e tinha uma fidelização de clientes incrível”, explica. A aposta estava certa e só, em 2011, a Beleza na Web faturou R$ 17 milhões. O numero de funcionários também quadruplicou desde o ano passado.

A atuação da Beleza na Web cresceu e hoje engloba além de produtos destinados aos cabelos, itens para unhas, cuidados com a pele, perfumes e acessórios como prancha, secadores, estojos, pinças e tesouras. O site também oferece explicações detalhadas sobre as mercadorias, dicas de utilização e assessoria ao consumidor por meio de telefone, e-mail ou chat.

Cenário
Recentemente passou a fazer parte da e-commerce Beleza na Web, o canal editorial “Loucas por Beleza”. O espaço conta com dicas sobre o universo dos cosméticos e auxilia a consumidora na hora de escolher o produto mais adequado ao ser perfil. “Serve para as clientes terem um feedback melhor em relação ao que pode usar, as tendências”, comenta Alexandre. 

O crescimento é resultado dos investimentos feitos ao longo do tempo. Só de aporte de fundos estrangeiros de venture capital, como a Tiger Global Management e a Kaszek Ventures, foram R$ 20 milhões entre junho de 2011 e julho de 2012. Hoje a empresa possui sócios e todos eles detêm ações da Beleza na Web.

Para Alexandre, o segmento na internet ainda tem um potencial de crescimento grande. “A penetração do online no mercado de cosméticos chega a no máximo 1% no Brasil enquanto nos países desenvolvidos chega a 10%”, diz.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui