ESTADÃO PME » » notícias

Negócios| 24 de março de 2013 | 11h 53

O vendedor de sorvete e pamonhas que hoje fatura R$ 76 milhões fabricando carretas

Truckvan produz unidades móveis, como consultórios médicos e escolas técnicas

ESTADÃO PME

Divulgação
Divulgação
Alcides Braga pediu demissão e resolveu abrir empresa com sócio

Desde os 7 anos, Alcides Braga procurava alguma atividade para ganhar dinheiro e ajudar a família. Vendeu jornal, vidro, sorvete, pamonha e trabalhou na feira. Seu primeiro emprego com carteira registrada foi como office-boy aos 14 anos. Depois de trabalhar em empresas da área de transporte, resolveu abrir seu próprio negócio, em 1992. A Truckvan é especializada na fabricação de unidades móveis e faturou R$ 76 milhões no ano passado. A expectativa para esse ano é 71% maior: R$ 130 milhões.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::

Braga nasceu em São Paulo, mas mudou com a família para Guarulhos com menos de um ano. Dos 7 aos 14 anos, ele passou vendendo objetos e fazendo carreto na feira. Aos 14 anos, começou a trabalhar como office-boy. "A vida inteira eu busquei maneiras de ganhar alguma coisa. Eu fazia isso porque minha família era muito humilde. Sou o caçula de oito irmãos", lembra.

Depois da experiência em empregos tradicionais, Braga resolveu pedir demissão e arriscar abrir sua empresa com o sócio Flavio Santilli, parceiro até hoje. "O que me motivou a pedir demissão? Foi o desejo de empreender, a vontade de vencer e buscar novos horizontes", destaca. Inicialmente, a Truckvan começou como uma oficina de reforma de baús de alumínio, com apenas três funcionários.

A demanda por projetos especiais de carretas feitas sob medida começou a surgiu e sustentou o crescimento da empresa, que hoje tem 300 funcionários. Entre os projetos especiais, a Truckvan fabrica unidades móveis para consultórios médicos, escolas técnicas, eventos, agências bancárias e emissoras de televisão. No ano passado, a empresa fechou contratos para produzir veículos militares para área de monitoramento e postos de comando móveis.

Entre os projetos que trazem mais satisfação para o empresário, estão os ligados às áreas de saúde e capacitação nas diversas áreas, como solda, costura, panificação, entre outros. "As unidades móveis ajudam a levar o atendimento em áreas distantes dos grandes centros", afirma. No ano passado, a Truckvan fabricou 3,5 mil baús e 90 unidades móveis.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui