ESTADÃO PME » » notícias

Empreendedorismo| 05 de novembro de 2011 | 6h 41

Famosos investem em pequenas empresas

Conheça alguns artistas que são donos de negócios de pequeno porte e saiba se eles estão investindo em setores promissores

Estadão PME

 Ser dono do próprio negócio é um desejo de muitas pessoas. Inclusive daquelas que já têm uma profissão considerada por muita gente especial. É o caso das celebridades que aproveitam a visibilidade que possuem - e consequentemente o dinheiro que faturam por estar na mira dos holofotes  -  para se aventurar como empresários.  Investidores com esse perfil existem aos montes. Fora e dentro do Brasil.

 Diferente do licenciamento de produtos, outro segmento extremamente lucrativo e que garante faturamento de milhões, alguns famosos começam com empreendimentos de pequeno porte.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::

 A certa “facilidade” de crédito que eles  possuem, claro, favorece a iniciativa de montar uma empresa. No entanto, assim como qualquer empreendedor, eles estão sujeitos a fazer investimentos em setores que estão ou não em alta.  Confira alguns famosos que também atuam no universo empresarial e saiba se as áreas em que eles estão investindo são promissoras.




Higiene e beleza
A modelo Gisele Bundchen, além de ter investimentos administrados pela sua família, apostou no setor de beleza  com a criação da marca Sejaa, uma empresa de produtos cosméticos. A empresária demonstrou estar por dentro da economia nacional ao inaugurar uma empresa no setor de higiene e beleza. O segmento escolhido por ela registrou faturamento de R$ 27,3 bilhões no ano passado e cresceu a uma média de 10,4% a cada doze meses nos últimos quinze anos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Serviços
O setor de serviços é considerado hoje um motor do crescimento econômico e da geração de empregos no País, afirmam especialistas. O grande leque de oportunidades atraiu a atriz Juliana Paes, que começou na vida de empresária com a inauguração do salão de beleza Espaço VIP, em Niterói, no Rio de Janeiro. Neste ano, ela pretende transformar o espaço em uma rede de franquias.

Os serviços estéticos também atraíram Sabrina Sato, que em 2007 fundou o DK Studio Hair Design, em São Paulo.  Ao lado da irmã, ela também mantém um escritório de agenciamento artístico.  Maria Fernanda Cândido também acumula a função de trabalho com entretenimento e negócios. A atriz e empresária é sócia do centro de estudos Casa do Saber, em São Paulo.

O setor de atuação das famosas tem suas peculiaridades. De acordo com Andrezza Torres, coordenadora nacional do setor de serviços no Sebrae, os serviços são feitos por pessoas para pessoas. Por isso, este é o setor em que a qualidade da mão de obra tem relação direta com o resultado da empresa. Segundo a profissional, o crescimento desses negócios implica quase sempre em contratações.  Mas em tempos de escassez de profissionais qualificados, as empresas do ramo sofrem ainda mais.

Alimentação
Muitos artistas entram no universo dos negócios pelo setor de alimentação.  Apostar na abertura de um negócio nessa área  é promissor. O mercado de alimentação fora do lar cresce em média 10% ao ano. Fernanda Lima, sócia do restaurante Maní, em São Paulo, foi certeira em abrir uma empresa nesse ramo. Segundo  dados da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), o setor movimentou R$ 75,1 bilhões em 2010 e, neste ano, deve atingir a marca de R$ 83 bilhões. E há fôlego para manter esse ritmo ainda por algum tempo. Bruno Gagliasso, dono da Pizzaria Gagliasso e Guilhermina Guinle, que aproveitou o boom das iogurterias e abriu uma franquia da marca Yoggi, no Rio de Janeiro, também estão aproveitando os benefícios do setor. Eles e o ator Paulinho Vilhena, sócio do restaurante japonês Sushi Butoh, nos Jardins, em São Paulo.

Varejo
Apesar da crise econômica mundial, o setor de varejo deverá encerrar 2011 registrando crescimento nas vendas de 10% na comparação com 2010, segundo o Instituto de Desenvolvimento do Varejo (IDV). Com o foco voltado para esse segmento, Murilo Benício investiu na abertura de uma franquia de móveis em São Paulo. Assim como ele, as atrizes Luiza Brunet e Mariana Rios são donas de lojas em Búzios, no Rio de Janeiro.  Paulo Vilhena  e Letícia Birkheur também apostam no setor com suas respectivas griges, a Candy Shop  e a LB.  Para 2012,  é projetado um crescimento na mesma proporção de 2011 no setor em que esses artistas investem.


::: LEIA TAMBÉM :::
:: Cinco estratégias para atrair mais clientes ::
:: 4 empresários contam como criaram grandes empresas de sucesso :::
:: Empresa com apenas duas lojas já tem 210 mil fãs no Facebook ::
:: Inspire-se com dez histórias de sucesso :::

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui