Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

WeWork dará 1 ano de coworking grátis para empreendedores negros

Inscrições da rede multinacional estão abertas até 15 de dezembro; não há limite para selecionados, mas empresa deve residir no Brasil e ter até 10 funcionários

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2020 | 17h20

A rede multinacional de coworkings WeWork lançou um programa no Brasil para ajudar a fomentar o empreendedorismo negro, na esteira da crescente discussão sobre a questão racial e o racismo estrutural no País e no mundo. Serão concedidos escritórios privativos de até 10 posições, gratuitos por um ano, para empresas fundadas ou administradas por negros.

O programa, cujas inscrições estão abertas até o dia 15 de dezembro, não estabelece limite mínimo nem máximo para empresas selecionadas. No formulário disponível no site do projeto, o empreendedor vai colocar dados como endereço, número de funcionários (deve ter no máximo 10) e área de atuação. Após essa triagem, a WeWork deverá entrar em contato - o resultado deve sair até dia 22/12.

Um comitê foi formado para analisar as empresas candidatas, tendo à frente a consultora de diversidade & inclusão Bielo Pereira. Para a influenciadora negra e transexual, “ter uma atitude antirracista começa por nivelar acessos e oportunidades”.

Os empreendedores selecionados poderão ocupar uma das 30 unidades da WeWork no País a partir do dia 1º de janeiro, desde que a unidade de coworking não esteja ocupada com um monousuário (uma empresa apenas no imóvel todo).

Desde 2017 no Brasil, a rede tem endereço de escritórios compartilhados nas cidades de São Paulo, Alphaville, São Bernardo do Campo, Osasco, São José dos Campos, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Segundo a multinacional, as pequenas empresas e startups selecionadas também terão oportunidade de serem aceitas no WeWork Labs, programa de capacitação com rede global de mentores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.