Vendas nos shopping centers cresceram 5,5% neste Natal, diz Alshop

Apesar do resultado positivo, os estoques ainda estão altos e devem provocar liquidações mais intensas

Silvana Mautone - Agência Estado,

26 de dezembro de 2011 | 14h25

As vendas nos shopping centers brasileiros cresceram 5,5% no Natal deste ano em relação ao mesmo período festivo de 2010. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 26, pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), baseada em pesquisa junto a 150 empresas de varejo associadas, que reúnem cerca de 6.400 lojas em todo o Brasil.

Cerca de 65% das vendas realizadas nos shoppings centers neste Natal foram pagas com cartões de crédito ou débito. Cartões próprios ou carnês das lojas responderam por aproximadamente 15% das vendas; cheques, por 10%; e dinheiro, por outros 10%. Para o Natal deste ano, as lojas de shoppings contrataram cerca de 140 mil colaboradores temporários, ante 130 mil no Natal de 2010.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

Liquidações

As liquidações pós-Natal neste ano devem ser mais intensas do que as do ano passado. "Isso deve ocorrer porque os estoques estão um pouco acima do esperado", afirmou o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.  "Além dos estoques maiores, há o fato de a situação econômica não ser tão favorável quanto no ano passado. Então, se em 2010 o lojista cobrou na liquidação R$ 70 por item de R$ 100, este ano deve ter de cobrar R$ 50", explicou o diretor de Relações Institucionais da Alshop, Luis Augusto Ildefonso da Silva.

Ele disse também que, a exemplo do ano passado, a Alshop fechou um acordo com o governo do Estado de São Paulo que permite o parcelamento do ICMS das vendas de dezembro em duas vezes (janeiro e fevereiro). Segundo ele, o benefício também está sendo negociado com governos de outros Estados.

Nabil Sahyoun disse durante coletiva de imprensa realizada esta manhã que as vendas do comércio eletrônico durante o Natal de 2011 somaram R$ 2,6 bilhões, ante R$ 2,2 bilhões no mesmo período do ano passado. Ao longo de 2011, as vendas pela internet somaram R$ 18,7 bilhões, um incremento de 26% sobre o faturamento de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.