Agência Estado
Agência Estado

Valor exportado por micro e pequenas empresas cresce 7,6%

Apesar do aumento, número de empresas exportadoras caiu de 12.184 em 2009, para 11.858 em 2010

Estadão PME,

24 de outubro de 2011 | 19h33

O valor das exportações das pequenas e microempresas brasileiras registrou um aumento de 7,6% em 2010 na comparação com 2009 - foram US$ 2,03 bilhões em 2010, contra US$ 1,88 bilhão em 2009. Apesar disso, a participação das pequenas e microempresas no valor exportado caiu de 1,2% para 1%. O dados são de uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex).

A pesquisa aponta ainda uma redução no número de empresas exportadoras - 11.858 em 2010 contra 12.184 em 2009 -, representando uma variação negativa de 2,7%. Cada empresa exportou, em média, US$ 171 mil em 2010, 10,6% a mais do que no ano anterior. Desde 2002, o valor médio exportado subiu 70,5%.

Apesar da queda, as pequenas e microempresas exportadoras ainda representam 61,6% dos estabelecimentos que mantém negócios com outros países. A valorização do real, a alta do preço das commodities e o fortalecimento do mercado interno são alguns dos fatores que influenciaram na menor participação das pequenas e microempresas brasileiras no valor total exportado.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

A maioria das pequenas e microempresas exportadoras são da indústria (58,7%) seguidas pelo comércio (34,9%), construção civil (4,7%), agropecuária (1,4%) e serviços (0,3%).  Os principais produtos exportados são calçados, vestuário, pedras preciosas ou semi, móveis e autopeças. Entre as pequenas, são móveis, madeira, mámore e granito, caçados e autopeças.

Os países da América Latina tiveram participação importante nas vendas, respondendo por 42% do valor total exportado pelas pequenas e microempresas, tendo sido observado um aumento das exportações para novos mercados, como Ásia e África.

:::LEIA TAMBÉM:::

::BC espera diminuição no ritmo de exportações no 4º trimestre::

::Governo quer política mais agressiva para exportações::

::Crise na Europa vai afetar exportação das pequenas empresas::

::Simples Nacional: serviços, comércio e exportação serão os mais beneficiados::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.