Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três homens entre os mais ricos do mundo que abandonaram os estudos antes de empreender

Fundadores da Microsoft, Oracle e Facebook decidiram abandonar a universidade e focaram nas empresas

Estadão PME,

02 de março de 2015 | 18h46

 

Dos 20 primeiros nomes que aparecem na lista dos bilionários da revista Forbes, três deles abandonaram a faculdade para dedicar mais tempo ao ato de empreender e se deram bem com isso - Bill Gates, fundador da Microsoft, ocupa o posto de homem mais rico do mundo com uma fortuna avaliada em US$ 79 bilhões; Larry Ellison, criador da Oracle e seus US$ 54,3 bilhões no banco, vem na sequência, e Mark Zuckerberg, dono do Facebook, figurou no 16º lugar na lista da publicação com US$ 33,4 bilhões.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Associar o êxito deles com o fato de terem abandonado os estudos sempre gerou polêmica no universo do empreendedorismo. Há aqueles que apontam para uma espécie de "valorização" deste ato em particular da biografia de cada como um exemplo temerário que pode desencadear a ideia de que, sim, é possível desvincular empreendedorismo do mundo acadêmico e ter sucesso.

Por outro lado, há uma corrente de especialistas que defendem que o comportamento empreendedor é que deve ser encarado como algo desassociado das universidades, ou que pelo menos elas se moldem aos alunos que o manifestam ao longo da graduação. E foi também este argumento que fez com que alunos se transformassem em executivos de sucesso, como Gates, Zuckerberg, Michael Dell, Steve Jobs, entre outros.

Howard Gardner, autor da teoria das Inteligências Múltiplas, é um dos defensores deste ponto de vista. Gardner explica que a inteligência do ser humano não pode ser mensurada apenas pelo raciocínio lógico-matemático cobrado nos vestibulares e nas faculdades.

A lista de empreendedores que largaram os estudos para se dedicarem aos seus negócios não é tão grande como a da Forbes, mas possui nomes - e empresas - que chegaram ao topo em seus ramos de atuação e hoje são referências no mundo todo.

::Confira a lista dos empresários que deixaram a faculdade de lado::

AOS 19 ANOS

- Michael Dell, fundador da Dell

- Steve Jobs, fundador da Apple

- Julian Assange, fundador do Wikileaks

AOS 20 ANOS

- Bill Gates, fundador da Micorsoft

- Evan Williams, um dos fundadores do Twitter

- Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

- Larry Ellison, fundador da Oracle

AOS 21 ANOS

- Jan Koum, fundador do WhatsApp

- Travis Kalanick, fundador do Uber

AOS 22 ANOS

- John Mackey, fundador da Whole Foods 

Tudo o que sabemos sobre:
EmpreendedorismoNegóciosForbes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.