Monica Bento/AE
Monica Bento/AE

Total de cheques devolvidos cai para 1,88% em agosto

Antecipação da 1ª parcela do 13º salário dos aposentados contribuiu para resultado

Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 12h27

 O mês de agosto registrou queda de 0,11 ponto porcentual no número de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos em todo o País. As devoluções foram de 1,88% sobre o total de cheques compensados contra 1,99% em julho, conforme o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos, divulgado nesta terça-feira, 20. Na comparação do acumulado de janeiro a agosto de 2011 com o mesmo período do ano passado, o número de cheques devolvidos subiu de 1,82% para 1,93% do total. Em agosto de 2010, o índice havia ficado em 1,62%.

No total, foram 1.679.731 cheques devolvidos em todo território nacional. Roraima foi o Estado com o maior porcentual de devoluções, 11,99%, seguido por Maranhão (8,91%) e Acre (8,10%). São Paulo foi o que registrou menor índice (1,46%). A Região Norte liderou o ranking dos cheques devolvidos, com 4,07%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Economistas da Serasa Experian veem os números de agosto como positivos, já que a utilização de cheques no mercado aumentou 10,6% em julho e agosto, ao passo que os devolvidos pela segunda vez por falta de fundos cresceram 4,3%.

Segundo a entidade, a antecipação da primeira parcela do 13º salário dos aposentados para agosto contribuiu para a redução da emissão de cheques sem fundos. Além disso, o aumento verificado no acumulado do ano (de 0,11 ponto porcentual) e na comparação entre agosto de 2011 ante agosto de 2010 (de 0,26 ponto porcentual) se deve, na avaliação da Serasa Experian, ao aumento do endividamento, da inflação e dos juros altos na economia.

Tudo o que sabemos sobre:
EconomiaCréditoConsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.