JOSÉ MARIA TOMAZELA|ESTADÃO
JOSÉ MARIA TOMAZELA|ESTADÃO

Startups brasileiras são desafiadas a criarem soluções sustentáveis no setor de agronegócios

Parceria entre Sebrae, Embrapa e ONU Meio Ambiente estimulam empreendedores a pensar em alternativas inovadoras para sanar problemas na cadeia produtiva de grãos

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2017 | 09h05

Uma parceria entre a ONU Meio Ambiente, Embrapa e Sebrae promete trazer oportunidades para empreendedores e startups voltadas ao agronegócio. Trata-se do Camp de Ecoinovação Agrotech: Sustentabilidade para a Cadeia de Grãos, um projeto que pretende encontrar soluções para uma série de problemas da cadeia de produção de grãos.

 

Serão selecionadas até 20 propostas inovadoras, divididas entre ideias de empreendedores e de startups, em operação ou tração. As propostas devem estar alinhadas à solução de problemas ou identificação de oportunidades que tragam melhorias socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, uso eficiente de energia, controle ou redução de defensivos químicos, eficiência no uso de recursos hídricos, conservação do solo e soluções colaborativas.

Quem garantir o primeiro lugar na categoria startups ganhará o direito de participar de uma feira com foco em sustentabilidade, em Paris, na França, em dezembro deste ano. Já a vencedora na categoria de ideias ganhará a participação na Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), a ser realizada em outubro, em São Paulo.

 

As inscrições são gratuitas e estão abertas a participantes de todo o país até o próximo dia 16 de julho nesse

.

 

Tudo o que sabemos sobre:
AgronegócioMicroempresa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.