Startup dos Estados Unidos cria respirador minúsculo para pacientes com apneia

Startup dos Estados Unidos cria respirador minúsculo para pacientes com apneia

Aparelho pretende oferecer mais conforto para as pessoas que sofrem com esse problema

Estadão PME,

17 de julho de 2015 | 06h57

Uma startup de Massachusetts, nos Estado Unidos, desenvolveu um respirador que promete proporcionar melhor conforto aos paciente que sofrem com apneia, um distúrbio que afeta a qualidade do sono e pode causar até danos no cérebro.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

::Twitter::

::Facebook::

::Google::

A funcionalidade do Airing, como foi batizado o produto, é a de facilitar a entrada de ar no organismo do paciente enquanto ele dorme. No entanto, por meio da tecnologia, seus desenvolvedores garantem que o produto pode funcionar por mais de 8 horas. Chama a atenção também o tamanho reduzido do aparelho, o que não incomoda a pessoa que eventualmente use o produto.

A esperança da empresa é aumentar o uso do dispositivo entre os portadores de apneia e demais distúrbios respiratórios. Isso porque, segundo pesquisa feita pela própria startup, 50% dos pacientes que necessitam das máscaras de oxigênio - aplicadas tradicionalmente nesse tipo de tratamento durante o sono - as abandonam porque elas são consideradas desconfortáveis. 

Para dar sequência ao desenvolvimento do aparelho e projetar sua comercialização, a empresa buscou fundos entre os usuários da internet criando uma campanha de financiamento coletivo no site Indiegogo.

 
Tudo o que sabemos sobre:
SaúdeApneiaSono

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.