Divulgação
Divulgação

Startup desenvolve celular para usuário controlar com movimentos da cabeça e comando de voz

Produto torna uso do celular acessível para pessoas com pouco ou nenhum movimento das mãos

Estadão PME,

29 de novembro de 2014 | 08h00

Tetraplégico há nove anos, Giora Livne estava assistindo a apresentação de Oded Ben Dov na TV sobre um jogo controlado por meio de movimentos da cabeça quando teve um estalo: seria possível desenvolver um smartphone que funcionasse sem o uso das mãos? Depois de entrar em contato com Dov, eles criaram a startup israelense Sesame para concretizar a ideia.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O smartphone projetado funciona com pouco ou nenhum uso das mãos. O usuário pode controlar o aparelho com os movimentos da cabeça e com comandos de voz, o que o torna acessível para pessoas com deficiência, além de garantir independência e privacidade para acessar o aparelho.

A tecnologia foi implantada inicialmente em um aparelho Nexus 5, onde o usuário poderá acessar o Facebook, fazer ligações e fazer o download de aplicativos para jogar Angry Birds, por exemplo.

A solução foi lançada com uma campanha no site de financiamento coletivo Indiegogo e precisa atingir a meta de US$ 30 mil até o dia 11 de dezembro. A campanha é uma forma da empresa finalizar o produto e ainda tentar mostrar o potencial do produto. Até o dia 27, 260 pessoas apoiaram o projeto com US$ 21 mil. Os primeiros dez apoiadores garantiram o produto por US$ 498 (US$ 199 agora e US$ 299 em março). Agora, o preço está em US$ 700 (metade agora e metade na época do envio).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.