Divulgação
Divulgação

Startup dá descontos em academias, teatros e até restaurantes para empresas cadastradas

Empresa lançada no início tem meta de investir R$ 3 milhões neste ano para alcançar 50 mil usuários

Estadão PME,

19 de abril de 2013 | 07h17

No plano dos sócios Marcelo Furtado e Rodrigo Silveira, a startup Convenia tende a ser uma plataforma onde as empresas administram  os programas de benefícios disponibilizados para seus funcionários. Na prática, a ideia funciona mais como um site de cupons voltado para o segmento corporativo.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Egressos do mercado financeiro, os dois iniciaram a operação da empresa no dia 5 de janeiro. Bolaram um negócio que reúne serviços como academias, compras online, eventos culturais e de entretenimento com planos de desconto para os usuário do site - apenas funcionários de empresas cadastradas. Os descontos podem chegar a 50% do preço cheio e, para cada funcionário que adere ao sistema, a empresa cadastrada paga à startup uma mensalidade de R$ 9,90.

"A gente não cobra nada dos parceiros, apenas das empresas. E a única cobrança é mesmo os R$ 9,90 por usuário", conta Marcelo Furtado, que reponde como CEO do negócio.

A ideia é que a Convenia funcione como um benefício subsidiado pelas empresas aos funcionários. Mas segundo Marcelo, nada impede que as companhias repassem a mensalidade de R$ 9,90 ao colaborar que aderir ao sistema.

"Tudo funciona na nuvem. Já temos 43 parceiros e cinco empresas como clientes", destaca o empresário de 30 anos, que tem como meta investir R$ 3 milhões no projeto até o final do ano para, assim, alcançar 50 mil usuário em 150 empresas. "São 400 usuários ativos, até agora. Cerca de 80% dos funcionários das empresas clientes se cadastraram em nosso sistema", explica.

Inicialmente, a startup focou em cinco grandes capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília. No próximo ano, o projeto é expandir para as cidades do interior.

“Nossa missão é permitir que empresas ofereçam a seus colaboradores uma plataforma de engajamento onde seja possível valorizar, reconhecer e premiar talentos individualmente", afirma Marcelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.