Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Startup cria sistema para gerenciar dívidas de PMEs

Sócios investem R$ 2 milhões em plataforma que auxilia na negociação e controle das operações com bancos

Renato Jakitas, Estadão PME,

26 de setembro de 2014 | 07h30

Em tempos de economia instável, uma dupla de empreendedores de São Paulo investiu R$ 2 milhões na criação de uma plataforma de computador que faz o gerenciamento de dívidas contraídas por pequenas empresas nas instituições financeiras. A startup, batizada Mark 2 Market, faz testes no sistema desde o início do ano, mas começou a operar para o mercado, efetivamente, há dois meses. Para tanto, conta com capital proveniente dos sócios, além de um aporte minoritário de dois investidores anjo e de um fundo de capital de risco.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A expectativa da dupla é alcançar o primeiro ano com pelo menos 200 clientes ativos, volume capaz de movimentar uma receita que, se não trouxer lucros, pelo menos cubra integralmente o desembolso inicial. Para chegar até esse ponto, Rodrigo Amato e Alisson Siqueira, egressos do mercado financeiro, apostam na atratividade do produto para um público que, eles afirmam, tem dificuldade em compreender as complexidades do universo bancário.

“Quando uma empresa se senta para negociar com um banco, é uma operação desigual. O empresário tem na ponta da língua o fluxo de caixa, demonstrativos de resultados. Mas quando fala em operações financeiras e riscos, isso aí faz parte do dia a dia dos bancos”, destaca Amato. “Nosso sistema cuida de toda essa gestão”, afirma o empreendedor, que cobra da empresa R$ 70 a cada R$ 250 milhões movimentados.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.