Reprodução do site
Reprodução do site

Startup cria robô que extrai sangue do paciente sem a ajuda do enfermeiro

Inovação usa ultra-som para determinar a posição exata da veia que será usada no procedimento médico

ESTADÃO PME,

11 de junho de 2013 | 09h49

 Uma startup criada por estudantes de engenharia de Stanford acredita ter desenvolvido uma solução perfeita para os erros - e o consequente sofrimento dos pacientes - na retirada de sangue em hospitais e laboratórios. 

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O time de norte-americanos criou uma espécie de robô que por meio de imagens captadas por ultra-som e inframervelho consegue determinadas a posição exata das veias dos pacientes, o que faz com que o erro seja praticamente zero durante o procedimento de extração do sangue.

A máquina também retira a agulha da veia, armazena o sangue e o rotula conforme o paciente - e isso faz com que o trabalho dos enfermeiros seja facilitado. De acordo com o site Springwise, responsável por captar tendências de empreendedorismo ao redor do mundo, os responsáveis pela novidade ainda estão resolvendo problemas com a patente e o produto ainda não tem data para ser colocado no mercado.

Mas há espaço no mercado para uma empresa que inove no mercado de saúde. De acordo com a Veebot, empresa responsável pelo desenvolvimento do produto, entre 20% e 25% de todas as extrações de sangue falham na primeira tentativa.

Tudo o que sabemos sobre:
inovarinovaçãonovos negócios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.