Divulgação
Divulgação

Startup cria bateria recarregável que pode ser feita por impressora 3D e atrai milhões em investimento

Produto mira em equipamentos médicos, sensores ambientais e tecnologia vestível

Estadão PME,

24 de agosto de 2014 | 06h00

 Uma empresa da Califórnia está desenvolvendo baterias recarregáveis e flexíveis que poderiam ser impressas em uma impressora industrial 3D. A invenção, feita a partir de polímero de zinco ultrafino, poderia ter uma gama de aplicações que varia de equipamentos médicos, sensores ambientais até tecnologia vestível. O custo da impressão também seria baixo, segundo seus desenvolvedores.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A empresa Imprint Energy quer que a tecnologia seja segura para se usar sobre o corpo. O seu tamanho diminuto pode tornar real projetos de produtos que seriam impossíveis de acontecer com o tamanho atual das baterias de lítio convencionais. A tecnologia da Imprint é poderosa o suficiente para viabilizar sensores de comunicação wifi, o que outros tipos de baterias finas não suportam ainda.

Segundo o Mashable, a companhia recebeu recentemente um aporte de US$ 6 milhões do Phoenix Venture, assim também como do AME Cloud Ventures, do cofundador do Yahoo, Jerry Lang. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.