Helvio Romero/AE
Helvio Romero/AE

Só 5,1% das micro e pequenas empresas atrasaram pagamento de débitos em 2011

Levantamento feito pela Serasa Experian indica, porém, pequena queda na pontualidade de pagamentos em relação a 2010

ESTADÃO PME,

20 de janeiro de 2012 | 09h21

Pouco mais de 5% das micro e pequenas empresas brasileiras atrasaram pagamentos de qualquer tipo de débito durante o ano passado, informa a empresa Serasa Experian em boletim divulgado nesta sexta-feira, dia 20.

De acordo com o levantamento, a pontualidade de pagamento dos negócios de pequeno porte atingiu 94,9% em 2011. Isto significa que, durante o ano passado, a cada mil pagamentos realizados, 949 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias, o que não configura inadimplência.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + :: 

Este resultado, porém, representa a primeira queda em cinco anos de estudo sobre o tema. Em 2010, por exemplo, a Serasa Experian informa que o índice de pontualidade foi de 95,1%. Confira abaixo o desempenho nos demais anos do levantamento:

2006: 93,6% de pontualidade

2007: 93,9%

2008 - 94,2%

2009: 94,3%

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o ciclo de aperto monetário conduzido até agosto do ano passado e a desaceleração da atividade econômica no segundo semestre do ano passado contribuíram para essa pequena redução, afinal, os pequenos empreendimentos passaram a ser pressionados por conta dos custos financeiros.

Setores

As micro e pequenas empresas industriais e de serviços reduziram a pontualidade de pagamentos em 2011. No caso das industrias, o recuo foi de 95%, em 2010, para 94,3%. No caso das empresas de serviços, a redução foi de 95% para 94,4%. No caso dos comércios, o levantamento apurou elevação na pontualidade: de 95,1% no ano retrasado para 95,3% em 2011.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Cinco sinais de que a sua empresa vai mal ::

Tudo o que sabemos sobre:
pagamentopontualidadeSerasa Experian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.