Divulgação
Divulgação

Site de crowdfunding viabiliza mais de 22 mil projetos em 2014

Agosto foi o mês mais promissor para o financiamento coletivo

Estadão PME,

06 de janeiro de 2015 | 11h49

O financiamento coletivo, conhecido também como crowdfunding, já se tornou uma forma eficiente de captar recursos para começar um projeto novo, e empreendedores têm cada vez mais aderido a esse sistema. O sucesso é tão grande que, em 2014, o portal de financiamento Kickstarter conseguiu viabilizar 22.252 projetos, com uma arrecadação total de US$ 590 milhões, mais de US$ 1 por minuto.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Iniciativas relacionadas a música e vídeos foram as que mais buscaram incentivo financeiro coletivo em 2014 pelo portal. Projetos sobre games, design, moda e comida também estão na lista. A área de tecnologia é a que solicitou e arrecadou mais recursos, com US$ 125 milhões no acumulado do ano, seguida por design e games.

Mais de 33 milhões de pessoas ao redor do mundo apoiaram algum projeto pelo site de financiamento coletivo. No Brasil, 14.851 pessoas decidiram ajudar a financiar pelo menos uma iniciativa de novos empreendedores. O país que menos deu suporte ao crowdfundinig foi Togo, na África, onde houve apenas cinco apoiadores.

De acordo com o levantamento do Kickstarter, no último ano 2,2 milhões de pessoas financiaram um projeto pela primeira vez, 773.824 apoiaram mais de um projeto, 71.478 investiram em mais de dez iniciativas e 1.125 ajudaram mais de 100 projetos. Curiosamente, quarta-feira é o dia da semana em que as pessoas se sentem mais inclinadas a aplicar seu dinheiro em crowdfunding e o  horário mais propício é o início da tarde, entre 13h e 14h.

A maior arrecadação do portal Kickstarter aconteceu no dia 12 de março entre as 11h da manhã e o meio-dia, quando os projetos disponíveis para investimento no site receberam, ao todo, US$ 400 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Crowdfundingfinanciamento coletivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.