Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Sistema permite a "bom samaritano" informar localização de cachorro perdido ao dono

Findercode pode ser utilizado para bagagens que se desviam, equipamentos eletrônicos e até materiais escolares

Estadão PME,

18 de abril de 2013 | 19h59

 Uma startup norte-americana tenta emplacar uma ideia com o objetivo de reduzir sensivelmente o número de cães que se perdem de seus donos - um problema que só nos Estados Unidos atinge 10 milhões de animais todos os anos.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Chamada de Findercodes, a proposta consiste em interligar os animais e seus proprietários por meio da tecnologia QR Code, aquele código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica. Após decodificado, o código do Findercodes fornece a quem achou o animal informações sobre o seu dono, assim como meios de entrar em contato e comunicar a localização.

Segundo Blake Sohn, responsável pelo Findercodes, a tecnologia não é restrita apenas para animais de estimação, mas para bagagens que se desviam, equipamentos eletrônicos e materiais escolares.

"Nossa solução depende do trabalho de bons samaritanos. Eu li que 85% das pessas que encontram alguma coisa de alguém querem devolver o achado para o dono. Se você perder alguma coisa com o Findercode instalado, esse bom samariatno poder ver o código e escanear os dados com seu smartpnone", disse Blake Sohn para o site Technorati, especializado em tecnologia. Sohn, aliás, bolou o produto após perder seu cachorro enquanto mudava-se para uma nova casa.

O Findercodes é vendido nos Estados Unidos por US$ 24,99 em mercados como Office Depot e Target.

Aplicativo brasileiro. A ideia de empregar a tecnologia como ferramenta para a localização de animais de estimação perdidos não é novidade no mundo. Aqui mesmo no Brasil, Andrea Giusti lançou no final do ano passado o aplicativo Procura-se Cachorro, construído a partir do sistema de mapas e localização do Google.

A ferramenta permite o cadastramento de animais perdidos e encontrados, cruzando informações por meio de um robô, e envia alertas que podem ajudar na busca dos usuários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.