Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Seus clientes gastam mais em transporte, educação e saúde

Pequeno empreendedor precisa saber quais os gastos de seus clientes e traçar estratégias

estadão pme,

05 de setembro de 2011 | 13h03

O Índice do Custo de Vida (ICV) medido pelo Dieese mostra que os paulistanos, em 2011, estão tendo de gastar mais com transporte, educação e leitura, despesas pessoais, saúde e despesas diversas. Todos esses grupos de produtos registraram inflação superior ao índice geral (3,98%) registrado entre janeiro e agosto deste ano.

Analisar os índices de inflação é tarefa fundamental para os pequenos e médios empreendedores. Além de perceberem de que maneira a inflação afeta o consumo de seus potenciais clientes, o empresário ainda pode extrair informações interessantes para montar com mais precisão sua política de preços.

De acordo com o Dieese, a inflação no grupo nomeado de transporte teve a maior inflação do ano - alta de 6,93% até o momento. Dentro desse grupo, a entidade analisa a inflação de itens como combustíveis, o valor do estacionamento, do IPVA e até do seguro obrigatório.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

No caso do grupo Educação e Leitura, o Dieese constatou inflação de 5,76% desde o início do ano. Ou seja, serviços como cursos universitários, pré-universitários, entre outros, pesam no bolso do paulistano desde o início do ano. De acordo com o indicador, as Despesas Pessoais registram no ano alta de 4,76%. No caso dos itens de saúde, a alta é de 4,66%, pouca coisa inferior.

Comportamento no mês

O Índice do Custo de Vida no município de São Paulo aumentou 0,39% em agosto, o que mostra uma desaceleração em relação a julho, quando a variação foi de 0,44%. De acordo com o Dieese, que divulgou o índice na manhã desta segunda-feira, dia 5, o ICV foi pressionado principalmente pelos

preços dos alimentos, que registraram alta média de 1,17%. O ICV acumula inflação de 7,29% nos últimos 12 meses.

:::LEIA TAMBÉM:::

::Crescimento no ano deve ser mais para 4%, diz Mantega::

::Indústria e agropecuária puxam desaceleração do PIB::

::IBGE: exportações aumentam 2,3% no 2º trimestre::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.