Reprodução
Reprodução

Serviço chamado Zagga pretende ser o Netflix para deficientes visuais

Projeto busca arrecadar 50 mil dólares canadenses em site de financiamento coletivo

Estadão PME,

24 de maio de 2014 | 09h30

Quando tinha 19 anos, Kevin Shaw perdeu a visão e se frustrou ao navegar nos menus silenciosos de DVD e também por não encontrar nenhum vídeo online com audiodescrição. Cansado dessa situação, ele resolveu criar a Zagga Entertainment e quer criar um site e um aplicativo que dará acesso a filmes e programas de TV com audiodescrição a partir de uma taxa mensal. Será uma espécie de Netflix para deficientes visuais.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Para fazer o projeto acontecer, o empreendedor busca ajuda no site de financiamento coletivo Indiegogo para arrecadar 50 mil dólares canadenses para construir o site. De acordo com a descrição do projeto, o valor é apenas uma parte do que a equipe precisa para fazer o site. Alguns parceiros estão dispostos a ajudar, mas a campanha será importante para mostrar a necessidade desse serviço.

Caso a meta seja ultrapassada, a Zagga vai evoluir no licenciamento de filmes e programas de televisão. As pessoas podem ajudar com valores de 10 a 10 mil dólares canadenses. A campanha começou no dia 15 de abril e segue até o dia 14 de junho. Até a tarde de sexta-feira, 23, o projeto arrecadou 12.902 dólares canadenses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.