Tarso/AE
Tarso/AE

Serasa: inadimplência de empresas recuou em agosto

Na comparação com julho, a inadimplência aumentou 1,9%, nível bem inferior aos 4,5% registrados em julho ante junho

Agência Estado,

29 de setembro de 2011 | 15h43

A inadimplência das companhias brasileiras desacelerou em agosto em razão do aumento da atividade provocado pelo Dia dos Pais, que gerou receitas necessárias para honrar parte dos financiamentos atrasados, informou hoje a Serasa Experian. Na comparação com julho, a inadimplência aumentou 1,9%, nível bem inferior aos 4,5% registrados em julho ante junho.

Na variação anual do Indicador de Inadimplência das Empresas calculado pela Serasa houve crescimento de 23,5% sobre agosto de 2010. No acumulado do ano, a alta foi de 14,8% em relação aos oito primeiros meses de 2010.

De janeiro a agosto, o valor médio das dívidas não bancárias, que incluem cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, foi de R$ 739,45, cifra 1,6% maior em relação aos oito primeiros meses de 2010. O valor médio das dívidas com bancos teve um crescimento maior, de 9,1%, e alcançou R$ 5.165,06.

O valor médio dos títulos protestados subiu para R$ 1.760,16, alta de 7,6% no acumulado de janeiro a agosto. Já os cheques sem fundos tiveram valor médio de R$ 2.065,11, com crescimento de 1,5%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Tudo o que sabemos sobre:
InadimplênciaEmpresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.