Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Seis em cada dez estudantes universitários brasileiros consideram abrir uma empresa

Pelo menos dois deles, inclusive, assumem economizar para conquistar esse objetivo

Estadão PME,

27 de novembro de 2012 | 06h20

Seis em cada dez estudantes universitários brasileiros consideram a possibilidade de abrir uma empresa e ao menos dois deles assumem economizar para esse objetivo. Essas são duas das conclusões de uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 26, pela Endeavor, instituição que trabalha com a promoção de empreendedorismo pelo mundo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Batizada “Empreendedorismo em Universidades Brasileiras”, o levantamento ouviu 6.215 estudantes universitários de todas as regiões do País. Eles responderam perguntas referentes à sua exposição ao empreendedorismo, aspirações, confiança em suas capacidades e resultados que esperam ao abrir um negócio próprio.

De acordo com o levantamento, os homens tendem a ser mais empreendedores do que as mulheres: 67,5% deles manifestaram esse desejo, contra 51,7% delas.

No entanto, para alcançar o objetivo, o estudo revela que, no Brasil, ainda falta dedicação. Entre os potenciais empreendedores, apenas 38% afirmaram que investem algum tempo estudando meios de iniciar um novo projeto. Somente 24,4% admitiram guardar dinheiro para esse fim.

Entre as conclusões da pesquisa está o fato de que os universitários brasileiros são "extremamente confiantes" em relação às suas capacidades pessoais, mas sentem-se inseguros sobre os conhecimentos técnicos necessários para abrir um negócio próprio. "É preciso acreditar em si próprio, mas também é essencial se preparar para empreender”, afirma Amisha Miller, responsável pelo estudo.

Acesse aqui uma arte com os principais dados da pesquisa da Endeavor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.