Rodolfo Buhrer/Estadão
Rodolfo Buhrer/Estadão

Sebrae libera palestras do Startup Summit 2019 durante quarentena

Acesso online é fornecido gratuitamente e conta com mais de 70 horas de conteúdo para empreendedores; evento deste ano, em agosto, está mantido por enquanto

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2020 | 11h12

Como uma forma de incentivar que as pessoas continuem a ficar em casa durante a pandemia do novo coronavírus e atualizem seus conhecimentos, o Sebrae disponibilizou gratuitamente em seu site palestras do Startup Summit 2019. Esse é o maior evento realizado pelo Sebrae em âmbito nacional para discutir empreendedorismo, tecnologia e inovação.

A última edição do Startup Summit aconteceu nos dias 15 e 16 de agosto do ano passado, em Florianópolis (SC), e contou com palestrantes como Uri Levine, cofundador da Waze, e Ragnar Sass, cofundador da Pipedrive, que compartilharam informações sobre o sucesso de suas trajetórias. 

O evento também teve destaques como Max Oliveira, cofundador e CEO da Max Milhas, que deu a palestra “Como fazer tudo errado e dar certo?”, além de Leandro Caldeira, CEO do Gympass.

Estão liberados mais de 70 horas de conteúdo, que são divididos em sete trilhas de conhecimento: 

  1. Tecnologia e produto
  2. Marketing e vendas
  3. Cultura e talentos
  4. Investimento e internalização
  5. Operação
  6. Ecossistema
  7. Plenária

Até o momento, a organização do Startup Summit acredita que a atual pandemia não atrapalhe a realização da edição de 2020, que pretende reunir o ecossistema nacional de tecnologia e inovação em Florianópolis entre os dias 20 e 21 de agosto.

Para esta edição, estão previstas palestras de nomes como Alessio Alionço, fundador e CEO da Pipefy, e Marcelo Lombardo, cofundador e CEO da Omie. Para mais informações, acesse o site do evento.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. Clique aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.