São Paulo se torna a décima cidade mais cara do mundo, diz pesquisa

A elevação do custo de vida ocorre devido ao aumento do aluguel e alimentação

jamil chaDE, O ESTADO DE S.PAULO,

12 de julho de 2011 | 07h38

São Paulo supera Londres, Paris e Nova Iorque e se torna a décima cidade mais cara do mundo. Segundo a consultoria Mercer, viver hoje na capital paulista sai mais caro que na grande maioria das cidades europeias e americanas. O estudo é feito com base no custo que empresas multinacionais precisam gastar para manter um funcionário estrangeiro na cidade.

Em 2010, São Paulo era apenas a 21ª cidade mais cara do mundo. Mas a valorização do real e a explosão de preços de aluguel e alimentação fizeram com que a cidade desse um dos maiores saltos entre as 214 cidades avaliadas.

O Rio de Janeiro também subiu no ranking, passando da 29ª cidade mais cara do mundo em 2010 para a 12ª neste ano.

A cidade mais cara do mundo para um estrangeiro viver é Luanda, seguida por Tóquio. Moscou é a quarta, seguida por Genebra. Zurique, também na Suíça, é a sétima mais cara do mundo. Nova Iorque é apenas a trigésima segunda cidade mais cara do mundo.

O pequeno e médio empresário paulista deve ficar atento a essa alta no custo de vida na Capital, sobretudo porque ao gastar mais com aluguel e alimentação, por exemplo, seu potencial consumidor pode reduzir o consumo em outras áreas, sobretudo de produtos e serviços considerados de segunda necessidade, como entretenimento e diversão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.