Reprodução
Reprodução

Salão de beleza para homens aposta em charutaria e tatuagem para faturar R$ 730 mil

Empreendedor investiu cerca de R$ 500 mil na iniciativa

Rodrigo Rezende, Estadão PME,

07 de agosto de 2013 | 18h21

Rosalvo Gizzi Júnior atuava no segmento de advocacia, mas resolveu mudar de ramo e investir no negócio próprio. Há três anos, ele abriu o Rei da Barba em Curitiba, ao perceber que havia carência de salões de beleza voltados ao público masculino na cidade. Ele investiu cerca de R$ 500 mil para iniciar o empreendimento.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + :: 

A empresa, que faturou R$ 730 mil em 2012, atende aproximadamente mil clientes por mês. O tíquete médio que o consumidor desembolsa é de R$ 60. Segundo o empreendedor, o resultado que o pequeno negócio trouxe até agora é positivo e está de acordo com suas expectativas. "Tivemos uma consolidação financeira e o cliente aprovou."

O futuro próximo também poderá ser promissor para o empresário. "Estamos finalizando o projeto de franquias", conta Júnior. O empreendedor afirma ainda que há interessados em ser franqueados em São Paulo e no Rio de Janeiro. "Poderemos ter novas lojas a partir de 2014", completa.

O Rei da Barba oferece serviços de barbearia, massagem, tratamento corporal, estética facial e depilação, entre outros. A loja também tem um bar, uma charutaria e, mais recentemente instalado, um estúdio de tatuagem. Também faz sucesso o Dia do Noivo e do Formando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.