Nature Methods, Le Maho e colegas/Divulgação
Nature Methods, Le Maho e colegas/Divulgação

Robô disfarçado de bebê pinguim ajuda pesquisadores

Solução foi criada por cientistas e equipe de filmagem

Estadão PME,

11 de novembro de 2014 | 07h00

Um dos desafios dos profissionais que pesquisam a vida dos pinguins é justamente se aproximar sem estressar os animais. Pensando nessa dificuldade, um grupo de cientistas empreendedores e a equipe de filmagem projetaram uma frota de robôs que foram disfarçados de pinguins bebês para ajudar no processo de pesquisa.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

De acordo com o site da Fast Company, durante os testes com um robô pequeno um grupo de pinguins-rei não estranhou sua presença, a frequência cardíaca dos pinguins não subiu como ocorre na presença de uma pessoa e eles também não tentaram mudar os ovos de lugar. O desafio dos desenvolvedores foi criar um robô que fosse à prova d´água e resistente ao sal e areia da praia.

Mas quando o procedimento foi feito com pinguins-imperador, os animais ficaram estressados. A saída encontrada foi criar um disfarce de pinguim bebê para o robô criada pela equipe de filmagem. Segundo o pesquisador Yvon Le Maho, a equipe utilizava robôs para obter as melhores imagens e os cientistas queriam usar os robôs para o conhecimento científico. "Tivemos um interesse comum", disse Maho para a Fast Company.

O disfarce deu tão certo que alguns animais chegaram a interagir com o robô. Com a ajuda do equipamento, os pesquisadores pretendem continuar a estudar como a mudança climática afeta as espécies e o dispositivo ainda pode adaptado para estudos de outros animais;

 

Tudo o que sabemos sobre:
robôpinguimEstadão PME

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.