Reprodução
Reprodução

Restaurante onde se come pelado quer viajar pela Europa

The Bunyadi funcionou por três meses em Londres, onde teve lista de espera composta por 40 mil clientes; fundadoras agora avaliam novas cidades para abrir uma unidade

Bruno de Oliveira, especial para O Estado

08 de setembro de 2016 | 14h55

Um restaurante onde se come pelado um menu composto por comidas cruas. Este é a experiência que o The Bunyadi leva aos cliente de Londres, na Inglaterra. Ou pelo menos levou, durante três meses, quando ficou aberto ao público e chegou a ter uma lista de espera de 40 mil clientes. Agora, o local resolver fechar suas portas para seguir atendendo em outros países. O empreendimento é mais uma ideia de uma comunidade chamada Lollipop, que já lançou ao mercado outros projetos experimentais ligados à área gastronômica.

O The Bunyadi (que significa "natural", na língua hindi) contou com uma lista de espera composta por cerca de 40 mil interessados em jantar pelado e não teve, à princípio, seu endereço revelado como forma de aumentar as expectativas em torno do negócio e conseguir atrair a atenção da mídia local e consumidores. Nele, clientes tinham como opção ficar nus durante o jantar que contava com três pratos feitos com ingredientes crus. Tudo isso em 1h45, tempo em que era possível permanecer no local. Nada de câmeras, celulares, tampouco energia elétrica para iluminação ou preparo dos alimentos.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Para Sebastian Lyall, criador do restaurante e fundador da Lollipop, a ideia do Bunyadi foi de levar o conceito de nudismo para fora da comunidade naturista. "Nossa iniciativa é mais que um restaurante, é um experimento social. Por que as pessoas que não são da comunidade nudista também merecem ter a oportunidade de desfrutar de uma noite livre de impurezas, sem químicos, sem colorantes, sem eletricidade, sem celulares e sem roupa?", disse em entrevista à BBC.

Após ficar aberto ao público entre junho e agosto deste ano, o projeto de Lylall recebeu boas avaliações de críticos gastronômicos e da imprensa inglesa. O Hot Dinner, principal guia de restaurantes de Londres, o classificou como um "spa luxuoso com velas com bambu em todos os lugares." Já o The Mirror destacou a comida crua como o ponto forte do restaurante: "Os primeiros clientes elogiaram a comida, o ambiente e a liberdade enquanto perdiam a linha."

A ideia daqui pra frente, segundo o seu criador, é fechar o restaurante em Londres e levá-lo ao outros países da Europa nos próximos meses. No site do Bunyadi é possível se inscrever para receber notícias das novas localidades que serão atendidas pelo empreendimento.

Inovação. A comunidade Lollipop já lançou outros projetos além do Bunuyadi que chamaram a atenção por ofereceram serviços e experiências inusitadas. Um exemplo é o ABQ London, um trailer montado como se fosse um laboratório que prepara coquetéis que ficou em funcionamento por nove meses. Outra ideia foi o Annie The Owl, um bar que chamava a atenção para uma coruja (Annie) que ficava circulando pelo espaço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.