Registro de empresas no Brasil diminui 8,5% em outubro

Índice do Serasa Experian leva em consideração quantidade mensal de registros em juntas comerciais do País

Estadão PME,

26 de novembro de 2014 | 12h00

A criação de novas empresas registrou em outubro uma queda de 8,5% em relação ao mês anterior, conforme mostra o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas. De acordo com o levantamento, foram 159.700 novos empreendimentos, contra 174.517 em setembro. Fatores como o baixo crescimento da economia, as altas taxas de juros e as incertezas decorrentes do processo eleitoral podem ter influenciado a queda. Porém, no acumulado do ano, o estudo indica um aumento de 1,1% em relação ao mesmo período de 2013, com 1.617.656 empresas criadas.


O setor de serviços é o mais procurado por novos empreendedores: de janeiro a outubro, 953.145 empresas deste segmento foram criadas, o equivalente a 58,9% do total. Comércios representam 31,8% das empresas criadas em 2014 e indústrias, 8,4%. Os Microempreendedores Individuais lideram em inaugurações, com 72,2% das empresas abertas ao longo do ano.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::


O maior número de empresas criadas em 2014 está na região Sudeste, que registra 829.543 novos negócios de janeiro a outubro, equivalente a 51,3% do índice nacional. O Nordeste fica com 17,9% das novas empresas (289.505) e a região Sul, em terceiro lugar, lançou 264.959 empreendimentos, 16,4% do montante nacional. O Centro-Oeste registrou a abertura de 150.904 empresas e foi responsável por 9,3% de participação, seguido pela Região Norte, com 82.745 novas empresas e 5,1% do total de empreendimentos inaugurados.


O Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas leva em consideração a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todos os Estados do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.