André Lessa/Estadão
André Lessa/Estadão

Rede mira expansão de lojas próprias nos próximos cinco anos

Plano prevê o aumento de 45 para 120 unidades franqueadas em cinco anos

Roberta Cardoso, Estadão PME,

30 de março de 2013 | 07h32

 A rede de franquias Onodera pretende ampliar de nove para 20 o número de lojas próprias. A meta faz parte do plano de expansão que também deve aumentar de 45 para 120 as unidades franqueadas em cinco anos. “O modelo de negócios sofrerá alterações para contemplar o franqueado que quiser fazer investimentos mais compactos e contemplar outras regiões e locais, como o interior e shoppings”, explica Lucy Onodera, sócia-diretora da rede de clínicas estéticas.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A projeção de crescimento em número de unidades aponta também que a marca, por enquanto, continua no controle de Edna Onodera, fundadora, e da filha, Lucy. “Toda hora os fundos de investimento batem na nossa porta”, conta Lucy. “Em algum momento talvez aconteça (venda da marca). Mas você precisa tomar cuidado antes de um passo desses. Já tivemos a conversa, mas acho que a hora ainda não é agora. Há espaço no mercado”, analisa Edna.

Sob a supervisão de Lucy, novos modelos de negócios da marca estão sendo estudados e oferecer formatos mais enxutos do empreendimento é o objetivo da rede. O negócio quer ainda entrar no segmento de cosméticos. “Nós temos um plano de expansão que acreditamos dar conta até um ponto. Se chegarmos nesse ponto e vermos que a concorrência está crescendo de forma rápida, talvez tenhamos que fazer parceria com algum fundo para combatê-la. Mas por enquanto nós vamos tomar conta desse projeto”, revela Lucy, falando um pouco sobre a estratégia do empreendimento familiar.

As metas ambiciosas contemplam também uma atuação interna mais forte no que diz respeito à gestão de pessoas. “A gente não trabalhou muito isso nos últimos anos, ficamos muito focados em números”, diz a empresária. De acordo com Lucy, resgatar a essência que transformou a marca em uma rede de franquias bem sucedida é um dos principais objetivos em 2013.

“A gente estava com muito foco em vendas. Estamos tentando diminuir um pouco esse estigma, já que trabalhamos muito com indicadores e números, o que torna tudo muito racional e traz muito pouco de experiência de compra. Estamos direcionando para esse caminho agora”, revelou a empreendedora durante o encontro.

:: LEIA TAMBÉM::

:: Onodera, a empresa de beleza que virou franquia de sucesso ::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.