Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Rede Desfrutti pretende crescer por meio de franquias

Empresa vai formatar modelo de negócio para expansão

GISELE TAMAMAR, ESTADÃO PME,

30 de outubro de 2013 | 07h39

Com dez unidades em operação, a empresa Desfrutti prepara a abertura de mais oito quiosques para formatar, então, a entrada no sistema de franquias a partir de 2015. Sem frituras e refrigerantes no cardápio, o negócio tem os sucos como carro-chefe. As bebidas representam 37% do faturamento e a previsão é fechar o ano com receita de R$ 18 milhões. De acordo com o diretor do Desfrutti, Eduardo Azevedo, a ideia é ter os próprios funcionários como os franqueados iniciais.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

“O quiosque terá um investimento mais baixo e os colaboradores já conhecem nossa operação”, afirma Azevedo, que tem a filha Luisa atuando na área de marketing da companhia.

:: Leia também ::

Suco pronto saudável e lucrativo 

Bebida ‘viva’ é entregue na casa do cliente

De olho nas tendências do mercado, a marca também incluiu os chamados sucos verdes no cardápio e prepara o lançamento de uma carta de sucos, com sugestões de harmonização da bebida com os alimentos servidos no local. Azevedo ainda planeja vender o produto engarrafado nas suas lojas de rua.

O sistema de franquias já conta com um negócio especializado nesse tipo de bebidas. A rede Suco Bagaço existe há 15 anos e foi comprada há seis pelo grupo Vahrcav, que comanda diversas operações, como a World Tennis e a Roasted Potato.

“Achamos interessante por ser um negócio que tem a ver com todo esse movimento atual de saúde, de busca da qualidade de vida e por ser altamente franqueável”, afirma o diretor de franchising do empreendimento, Eugênio Ferreira.

Atualmente a rede tem 66 unidades, sendo que 95% delas estão localizadas em shoppings. “Vamos crescendo a medida que boas oportunidades e bons parceiros aparecem. Não temos uma meta estabelecida de lojas”, diz Ferreira.

Para abrir uma unidade do Suco Bagaço é preciso investir cerca de R$ 250 mil, valor que não contempla o ponto comercial. O investimento para iniciar um quiosque é de R$ 150 mil, com prazo de retorno entre 18 meses e 24 meses. “Exigimos que o franqueado esteja a frente da operação. Não temos interesse em franqueados que sejam apenas investidores.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.