Reprodução
Reprodução

Quatro startups com potencial para crescer

Startups têm expectativa de crescer muito nos próximos três anos

Rodrigo Rezende, Estadão PME,

17 de outubro de 2013 | 06h30

No Rio de Janeiro, um empreendedor criou uma locadora de livros para universitários. Outro empresário apostou em um clube de assinatura que oferece descontos em restaurantes aos associados, que pagam por ano ou trimestre. Em Brasília, uma empresa desenvolveu um sistema financeiro para microempresas. Outro negócio, em São Paulo, obtém ótimos resultados com processamento de lâmpadas fluorescentes. O que há em comum entre essas empresas? Elas são novas startups brasileiras com um único sonho: crescer bastante nos próximos três anos.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + :: 

A professora de empreendedorismo da FAAP e ESPM, Lígia Dutra Zeppelini, diz que clube de assinaturas, por exemplo, pode ser muito promissor. "É uma boa época para fazer esse tipo de negócio porque os estabelecimentos já criaram uma cultura, graças às compras coletivas, e o clube pode criar uma demanda recorrente e fiel de clientes", diz. A locadora é interessante, na visão de Paulo Brancher, professor de direito com ênfase em propriedade intelectual da PUC-SP. "Algo que a empresa pode pensar é como oferecer conteúdo sem necessidade do físico." Confira detalhes sobre a trajetória desses quatro empreendimentos na galeria abaixo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.