André Conti/AE
André Conti/AE

Quatro dicas para você controlar as finanças e tirar a sua empresa do vermelho imediatamente

Primeiro passo é encarar as contas do empreendimento de frente, sem medo de descobrir o tamanho do rombo

ESTADÃO PME,

22 de março de 2012 | 07h00

 Abrir uma empresa, perder o controle das finanças e ficar no vermelho é um problema, mas não deve indicar o fim da linha para o pequeno empresário.

Para comprovar que é possível recuperar-se e ter vida longa com seu empreendimento, o Estadão PME organizou quatro dicas fundamentais para quem deseja tirar o pé da lama.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

As dicas são do consultor do Sebrae-SP, Reinaldo Messias. Confira:

Síndrome do avestruz

Para o consultor, a primeira atitude do empresário é tirar a cabeça da terra, abandonar a síndrome do avestruz e encarar as finanças do negócio sem medo. De acordo com Messias, apenas o detalhamento da situação financeira trará ao empreendedor a dimensão exata do tamanho do rombo que é preciso cobrir.

Tudo é negociável

Você não consegue fabricar dinheiro para pagar a sua dívida, é verdade. Mas o empresário precisa ter em mente que é possível negociar o débito. E o empresário pode usar parte do seu partimônio e até mesmo tomar dinheiro emprestado para conseguir sanar as finanças do negócio.

Reduza os custos

Para garantir a recuperação do negócio, entretanto, o empresário vai precisar reduzir custos e despesas do empreendimento. Isso é fundamental para evitar que o dinheiro não escoe para o ralo, como explica o consultor do Sebrae-SP.

Planejamento

O empreendedor não pode se enganar. Foi a falta de planejamento que o levou a essa situação e pode ser o mesmo planejamento o responsável por garantir ao empresário sucesso daqui pra frente. "Sem ele, o desastre é eminente", afirma Reinaldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.