Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Projeto criado por estúdio de brasileiro reproduz na água desenho feito no smartphone

Liquid Pixels faz parte da campanha publicitária do Galaxy Note, da Samsung

GISELE TAMAMAR, ESTADÃO PME,

02 de dezembro de 2012 | 06h30

Imagine escrever ou desenhar qualquer coisa no smartphone e ver a reprodução disso em tempo real na água? A situação foi concretizada em uma campanha publicitária da Samsung em parceria com o Steak Studio, comandado pelo brasileiro Daniel Kupfer e sua esposa Penelope. O projeto Liquid Pixels resultou em um vídeo sobre o desenvolvimento de uma obra de arte interativa, controlada por meio de um aplicativo no Galaxy Note II, uma mistura de smartphone e tablet. Lançado no dia 27 de novembro, o vídeo já tinha 124 mil visualizações no YouTube em três dias.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O Steak Studio, com sede em Londres, tem o objetivo de transformar ideias surpreendentes em realidade. Basicamente, a empresa trabalha em duas frentes. A primeira é a produção técnica de eventos utilizando tecnologia. A segunda envolve um lado mais criativo e artístico. "Temos nossas ideias, estamos sempre pesquisando e fazendo protótipos. Metade do negócio é produção e a outra é mais conceitual. Uma se alimenta da outra. Como nos envolvemos na produção, acabamos descobrindo inovações dentro do próprio processo", explica Daniel.

A expectativa de Daniel é que o resultado da parceria com a Samsung dê credibilidade para a empresa desenvolver novas ideias. "É uma prova de conceito. Nós falamos nossas ideias para as pessoas. Tem gente que acha interessante, outras não entendem ou não acreditam que vale o que a gente acha que vale. O projeto  mostra que o interesse é muito grande e isso dá confiança para os clientes em potenciais ficarem mais confiantes em investir", afirma.

Daniel conta que na maioria dos casos, os clientes perguntam: você garante que isso vai funcionar? Isso vai gerar interesse? "Não tenho como garantir isso. A única maneira de descobrir é fazendo. Nosso trabalho é muito de convencer que a ideia vai funcionar, antes de fazer a ideia", destaca. 

O empreendedor conta que ele e Penelope têm muitas ideias, que originalmente se manifestam na forma de arte. Mas a pretensão é desenvolvê-las e levá-las ao mercado em forma de produtos. "Estamos abertos para empreendedores que queiram fazer parcerias para ajudar a concretizar algumas das nossas ideias para o mercado", destaca Daniel, que foi morar em Londres, em 2004, para cursar mestrado em Design Interativo na  Royal College of Art (RCA).

Liquid Pixels. O projeto começou quando a agência Jam, que atende a Samsung, procurou o Steak Studio para participar da campanha Breakfree - mostra vídeos de artistas e suas capacidades criativas. A ideia inicial era mostrar Daniel e Penelope trabalhando no desenvolvimento de um outro projeto. Mas como eles não tinham autorização legal para mostrá-lo, a solução encontrada por Penelope foi apresentar uma nova ideia, com o uso do smartphone.

O projeto cresceu e ganhou tanta importância, que a Samsung tirou o projeto da campanha Breakfree e resolveu lançá-la isoladamente. O resultado foi uma caixa d´água composta por 408 bombas que lançam jatos de água que reproduzem os desenhos ou palavras escritas no aplicativo do smartphone. Tudo em tempo real.

:: Veja o vídeo do Liquid Pixels :: 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.