Marcos Müller|Estadão
Marcos Müller|Estadão

Programa vai usar Whatsapp para acelerar 400 empreendedores

Projeto da Artemisia em parceria com a Accenture tem inscrições até 6 de outubro; foco são empresas das periferias, de comunidades de baixa renda e afroempreendedores

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2020 | 12h00

Durante a pandemia do novo coronavírus, houve a necessidade de adaptação para o ambiente digital de maneira rápida. Contudo, os empreendedores da periferia sofrem outras dores. Frente a essa realidade, a Artemisia em parceria com a Accenture lançou o programa JA_É: Jornada de Apoio a Empreendedores(as), uma iniciativa online gratuita conduzida por Whatsapp, durante o período de seis semanas, que tem como objetivo movimentar cerca de 400 empreendedores brasileiros de pequeno porte.

O programa também conta com a parceria estratégica da PretaHub, Fundação Arymax e com o apoio da Articuladora de Negócios de Impacto da Periferia (Anip). O foco da iniciativa é voltado para dois grupos: empreendedores que atuem em áreas de baixa mobilidade social (periferias e comunidades de baixa renda) e afroempreendedores.

Os pré-requisitos para participação são: ter um negócio ativo e trabalhar com produtos e serviços que já estejam vendendo ou tenham potencial de iniciar as vendas pela internet. Não é necessário estar formalizado, ou seja, os informais também estão qualificados a participar do processo de seleção.

As inscrições estão abertas até 6 de outubro pela internet, e a formação acontece de 26 de outubro a 4 de dezembro. 

A proposta do projeto da Artemisia em parceria com a Accenture é baseada na premissa de que uma simples reorganização tem potencial para aumentar a produtividade e a eficiência de micro e pequenas empresas. Por isso, ao adotar as mudanças necessárias, pode haver aumento nas vendas, redução de custos e aumento na renda do empreendedor - pelo Whatsapp a ideia é facilitar o contato com o empreendedor em tempos de isolamento social.

Com a intenção de trazer resultados rápidos para os pequenos negócios, os empreendedores poderão seguir a jornada no horário, local e ritmo adaptados às suas rotinas, visto que todo o processo é digital. Os módulos abordados serão: proposta de valor; cliente; rentabilidade; canais de vendas online; inovação nas atividades-chave; gestão financeira; planejamento e metas; e acesso a crédito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.