Joey Yang
Joey Yang

Programa StartOut com missão Colômbia abre inscrições até 8 de setembro

Ciclo do programa do Ministério das Relações Exteriores, em Bogotá e Medellín, será 100% virtual; serão selecionadas 40 startups para internacionalização dos negócios

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2020 | 15h58

O StartOut Brasil, programa de internacionalização de startups brasileiras, está com as inscrições abertas até o dia 8 de setembro. Com seu formato reformulado por conta da pandemia do novo coronavírus, os realizadores adaptaram o Ciclo Bogotá-Medellín para uma imersão 100% virtual, atendendo até 40 startups, sendo 30 delas empresas que nunca participaram ou estiveram em algum ciclo do programa (ampla concorrência) e até 10 negócios que já passaram por ao menos dois ciclos (graduadas).

Os pré-requisitos para candidatura são: startups brasileiras maduras com foco em expansão e internacionalização; produto/serviço finalizado para comercialização e que estejam faturando ou que tenham recebido algum tipo de investimento. Os projetos dos empreendedores são analisados em quatro dimensões, que vão de grau de inovação a mapeamento do mercado de destino, maturidade para inserção internacional e equipe. A lista com as empresas selecionadas será divulgada em 2 de outubro.

Essa versão do StartOut Brasil tem quatro etapas:

1. Missão virtual

Etapa completamente digital, com o objetivo de capacitar a startup e orientá-la para a prospecção de parceiros de negócios na Colômbia por meio de treinamento de pitch, mentorias coletivas de mercado, webinars com players do mercado, mentorias técnicas, agenda de negócios organizada por matchmaker, sprints de mentoria em internacionalização, apresentação de pitch para feedback de um público qualificado e demoday para investidores;

2. Missão de imersão

Os 15 negócios mais bem colocados na missão virtual, sendo eles 10 de ampla concorrência e até 5 graduadas, passarão para a segunda etapa, que contará tanto com atividades online (como mentorias com players de mercado) quanto presenciais, como treinamento de pitch, participação em workshop de preparação para a missão (warm-up), missão de imersão no ecossistema de inovação da Colômbia, interação com prestadores de serviços do país, apoio de matchmaker, possibilidade de apresentação do negócio para investidores e networking com executivos locais. A realização dessa etapa será confirmada em 8 de janeiro de 2021, de acordo com o desenrolar da pandemia da covid-19;

3. Missão follow-up

As cinco startups que primeiro se habilitarem apresentando projeto de retorno ao mercado, em até 90 dias, com agenda própria, receberão apoio do programa com serviço de matchmaking para a realização de mais agendas de negócios.

Desenvolvido em 2017, o programa é realizado pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, com o apoio de Ministério das Relações Exteriores, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

O programa já passou por Nova York, Buenos Aires, Paris, Berlim, Miami, Lisboa, Santiago, Toronto, Boston e Xangai, onde foi acompanhado pela equipe do Estadão PME.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.