Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Programa de aceleração para habitação e moradia abre inscrições

Negócios com propostas para tornar moradia mais digna e salubre podem se inscrever até 24 de agosto; serão selecionados 15 empreendimentos, dos quais 3 receberão R$ 30 mil de capital-semente

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2020 | 10h20

Como forma de impulsionar negócios de impacto social que tornem moradias mais dignas e salubres, Artemisia e Gerdau abriram as inscrições para a terceira edição do Lab Habitação: Inovação e Moradia, que conta com a parceria de Instituto Vedacit, Tigre e Votorantim Cimentos, além do apoio da Caixa, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e da Vivenda.

O programa de aceleração para propostas de habitação e moradia é de curta duração e vai selecionar até 15 negócios para uma jornada de 12 semanas. Neste ano, o Lab Habitação passou por algumas modificações: por conta da pandemia do novo coronavírus, passou a ser totalmente online – abrangendo uma maior diversidade regional.

As formações dos empreendedores também passarão a ocorrer no final da tarde, em busca de se adaptar melhor à rotina dos selecionados; novos conteúdos relacionados ao momento de pandemia foram acrescentados à metodologia, com foco nos desafios de sobrevivência do negócio; além de um aumento do valor do capital semente, que agora é de R$ 30 mil para cada um dos três negócios que se destacarem ao longo da aceleração.

Os finalistas também terão acesso, por mais três meses após o programa, a uma metodologia intensiva e personalizada com foco no desenvolvimento individual do negócio. 

Os organizadores do programa de habitação e moradia estão em busca de negócios inovadores, com potencial de gerar impacto positivo e que estejam alinhados aos seguintes temas: 

  • acesso à moradia de qualidade: foco em qualificar a moradia da população de menor renda com acesso a meios de compra, venda, aluguel, troca
  • reformas habitacionais: soluções que auxiliem a população de baixa renda a conseguir reformar suas moradias de forma acessível e desburocratizada
  • água e saneamentofocadas em promover acesso a serviços básicos de saneamento, água potável e coleta de resíduos
  • empregabilidade na construção civil: soluções que ampliem oportunidades de trabalhadores da construção civil e qualifiquem a mão de obra
  • inovação na construção civil: soluções que inovem a construção civil, gerando eficiência na produção, desenvolvimento de materiais e métodos produtivos
  • acesso a microcrédito habitacional: soluções que facilitem o acesso a crédito imobiliário com taxas acessíveis, podendo também auxiliar no pagamento de reformas na moradia
  • gestão de condomínios de habitação popular: soluções que qualifiquem e otimizem a gestão de condomínios e habitações populares, gerando inserção social e econômica às famílias impactadas
  • regularização fundiária: soluções que apoiem a regularização de famílias em ocupações irregulares e diminuam custos com burocracias do processo
  • infraestrutura e melhoria do espaço público: soluções que promovam a qualificação dos espaços públicos no entorno de moradias populares, com propostas de lazer, atividades físicas, benfeitorias
  • energia: soluções que visem gerar eficiência energética, consumo consciente, geração distribuída e fontes alternativas de energia

Os negócios que se encaixarem nos pré-requisitos do programa podem se inscrever até o dia 24 de agosto, gratuitamente, no site da Artemisia Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.