Unsplash/@wocintechchat
Unsplash/@wocintechchat

Programa de aceleração busca negócios focados em inclusão produtiva

Iniciativa conduzida pela Artemisia está com inscrições abertas até 6 de junho; selecionados poderão receber até R$ 100 mil

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2022 | 14h00

A Artemisia, organização que fomenta negócios de impacto social, está com inscrições abertas para um programa gratuito de inovação que vai acelerar empresas com foco em inclusão produtiva. Os projetos a serem apoiados pela Plataforma de Inovação Aberta em Inclusão Produtiva podem atuar tanto no incentivo ao empreendedorismo individual como na inserção de pessoas em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho.

O programa prevê selecionar dez negócios que receberão mentorias de especialistas e um auxílio de R$ 5 mil cada um para formatar o projeto-piloto e investir no planejamento e no refinamento do mínimo produto viável (MVP).

Numa segunda etapa, três finalistas vão receber R$ 100 mil cada para implementar a solução em municípios diferentes e mensurar os resultados por seis meses. Nesse período, serão consideradas oportunidades de inserção do produto ou serviço no mercado B2G (negócios para governos).

Empreendedores de todo o Brasil podem ser inscrever até o dia 6 de junho neste site. Para participar, os negócios precisam estar alinhados a um dos cinco eixos de atuação:

  • Gestão, eficiência e estratégia da inclusão produtiva nos municípios;
  • Capacitação para o desenvolvimento de empreendedores;
  • Fomento para o fortalecimento de negócios;
  • Capacitação para inserção e permanência no mercado de trabalho;
  • Fomento à inserção e permanência no mercado de trabalho.

Além dos benefícios financeiros, os finalistas terão acesso a uma rede de mentores e especialistas, apoio na validação do produto ou serviço no setor público, suporte no engajamento com os municípios selecionados para entender desafios e potenciais caminhos das compras públicas e acompanhamento individualizado da Artemisia para o aprimoramento do negócio.

Para a seleção dos negócios, serão considerados o alinhamento ao tema, o impacto socioambiental, a maturidade da empresa, bem como a sustentabilidade financeira e os resultados. Outro ponto avaliado é a visão dos sócios e da equipe, sendo que um deles deve estar 100% dedicado ao empreendimento.

Quer debater assuntos de Carreira e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo.

Tudo o que sabemos sobre:
empreendedorismoArtemisiatrabalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.