Adriano Faleiros/AE
Adriano Faleiros/AE

Produção industrial no País cai 0,2% em agosto, diz IBGE

Já na comparação com mesmo mês de 2010, a produção avançou 1,8%

Daniela Amorim, Agência Estado,

04 de outubro de 2011 | 11h53

A produção industrial caiu 0,2% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal, informou nesta terça-feira, 4, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio dentro das expectativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que estimaram de uma queda de 1,00% a uma expansão de 1,00%, com mediana negativa de 0,10%.

Na comparação com agosto de 2010, a produção industrial subiu 1,8%. Neste caso, as estimativas variavam de uma alta de 0,50% a 3,80%, com mediana de 2,15%. Em 12 meses, a produção da indústria acumula alta de 2,3%. No ano, a alta é de 1,4%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

O índice de média móvel trimestral registrou uma variação negativa de 0,4% para o trimestre encerrado em agosto.

A produção de bens de capital registrou alta de 0,9% em agosto ante julho. Na comparação com agosto de 2010, houve expansão de 8,6%. No acumulado do ano, a produção de bens de capital teve alta de 5,6%. Nos últimos 12 meses, a variação foi de 6,8%.

Na comparação com agosto de 2010, a produção de bens de capital subiu 8,6%; a de bens intermediários teve expansão de 0,6%; a de bens de consumo duráveis aumentou 1,5%; e a de bens de consumo semi e não duráveis teve alta de 2,1%.

Bens de consumo

A produção de bens de consumo duráveis recuou 2,9%, eliminando o crescimento de 2,6% registrado em julho. Os segmentos de bens de consumo semi e não duráveis caíram 0,9%, e o de bens intermediários recuou 0,2%. O setor produtor de bens de capital foi o único a registrar taxa positiva neste tipo de comparação, com expansão de 0,9%, após crescimento de 2,0% no mês anterior.

"Os bens de consumo duráveis mostram a perda mais importante nessa passagem de julho para agosto, caíram 2,9% após terem avançado em 2,6% em julho", ressaltou Andre Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE. "Os bens intermediários foram afetados por uma maior presença de produtos importados, além de paradas para manutenção em alguns setores dentre essa atividade, e também por alguns setores estarem com nível de estoque acima do desejado", explicou.

Revisão

O IBGE revisou a produção industrial de julho ante junho, de 0,5% para 0,3%. Também houve revisão da produção em julho ante julho de 2010, o que acentuou a queda de -0,3% para -0,7%. Em junho ante junho de 2010, a produção passou de 1,1% para 1,0%.

Em maio ante maio do ano anterior, o número passou de 2,6% para 2,5%; em abril ante abril de 2010, houve revisão de -1,6% para -1,7%; em fevereiro ante fevereiro do ano passado, o porcentual foi revisto de 7,5% para 7,4%; em janeiro ante janeiro de 2010, passou de 2,6% para 2,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
IndústriaEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.