Guilherme Afif Domingos é o atual presidente do Sebrae Nacional
Guilherme Afif Domingos é o atual presidente do Sebrae Nacional

Presidente do Sebrae Nacional anuncia acordo bilateral com Argentina para PMEs

Guilherme Afif Domingos participou de bate-papo promovido pelo Estadão PME

Estadão PME,

26 de fevereiro de 2016 | 12h08

O presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, anunciou, durante bate papo com internautas por meio da página do PME no Facebook, que visitará a Argentina no próximo mês para estruturar um acordo de livre comércio entre pequenos empreendedores brasileiros e daquele país. "Um acordo bilateral entre países, com moeda local (conversibilidade do peso e do real na transação)", afirmou.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Na conversa, Afif, que também é presidente do Conselho Deliberativo do Programa Bem Mais Simples Brasil, confirmou que a entidade vai, também, regulamentar a figura do operador logístico internacional para a micro e pequena empresa.

"A globalização não chegou ao mundo dos pequenos, que não conseguem ultrapassar não as fronteiras dos outros países, mas as aduanas e burocracias de nossas fronteiras", analisa Afif. No próximo mês, o presidente do Sebrae deve ir para a Argentina para estruturar um acordo bilateral de livre mercado entre PMEs.

"Feito o primeiro acordo, vamos começar a fazer o mesmo com todos os parceiros da América do Sul, dentro do Mercosul, e por que não sonhar com a Europa, começando por Portugal e Espanha?", reflete. "A PME precisa sair do casulo e conquistar o mundo."

Medidas. Recentemente, o Sebrae esteve a frente do projeto de criação de uma linha de crédito subsidiado no BNDES de até R$ 30 mil para auxiliar empresas de pequeno porte com necessidades de capital de giro. A proposta ainda é analisada pelas instituições financeiras e pelo governo federal e permanece sem uma definição.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.