Reprodução site
Reprodução site

Prancheta permite que deficiente visual leia qualquer publicação impressa

Criação ainda é um protótipo desenvolvido pelo sul-coreano Ho-Tzu Cheng

LÍLIAN CUNHA, CADERNO DE NEGÓCIOS,

10 de setembro de 2012 | 09h40

 Ainda é um protótipo, mas o designer e inventor sul-coreano Ho-Tzu (River) Cheng tem esperança de que logo o BraillePadScan esteja no mercado. Transparente e do mesmo tamanho de uma prancheta, a invenção permite que deficientes visuais consigam ler em braile qualquer publicação impressa.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O aparelho, não usa câmeras, mas escaneia textos e figuras em poucos segundos, ampliando o universo de leitura de quem não enxerga. O BraillePadScan também tem uma função que pronuncia as palavras, para facilitar identificação de imagens escaneadas. Não é pesado e também foi projetada uma versão menor (com dimensões semelhantes a de um iPhone), para ser levada na bolsa.

Tudo o que sabemos sobre:
INVENÇÃO,  tecnologiabrailesaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.