Tasso Marcelo/Estadão
Tasso Marcelo/Estadão

Planejamento e inovação ajudam empreendimento a faturar R$ 130 mil por mês

Empresário deve saber estruturar o seu negócio; certa dose de novidade também vai ajudar muito quem está começando

Rodrigo Rezende, Estadão PME,

15 de abril de 2013 | 06h40

 A falta de planejamento em qualquer etapa do negócio é o caminho mais curto para o fracasso do empreendedor. E se essa ausência não encerrar a empreitada, vai impedir a empresa de dar todos os frutos que poderia.

Diego Alvarez e Victor Campos, sócios-proprietários da empresa Easyaula, já provaram o eficiente resultado da adoção do planejamento na condução do negócio. Ele está presente, inclusive, em todas as etapas da história do empreendimento.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

“Nosso plano foi, antes de tudo, conhecer o que outras empresas estavam fazendo nos Estados Unidos e Europa”, conta Alvarez. “E agora que estamos em nova fase, ainda contamos com o planejamento como principal aliado para irmos avante.”

Diego Alvarez estudou engenharia da computação no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos, interior de São Paulo. Na época, ele dava aulas particulares para complementar sua renda e o ‘quebra-galho’ – por conta do senso de oportunidade do empresário – transformou-se em negócio de sucesso.

“Nossa proposta principal, por meio do Easyaula, é resolver um gap que existe entre a faculdade e o mercado de trabalho”, afirma Alvarez. “Por isso, temos uma curadoria muito forte para escolhermos nossos professores e oferecermos um conteúdo realmente diferenciado (para os alunos)”, conclui.

Alvarez ainda trouxe inspiração da época em que morou fora. “Fiquei nos Estados Unidos por um ano. Aprendi muito e ao voltar quis dividir essa experiência com outras pessoas.” Alvarez estagiou no Google e Microsoft, duas empresas que focam muito em inovação, outro diferencial que sua empresa busca.

O Easyaula é uma plataforma digital para professores compartilharem conhecimento relevante com pessoas interessadas em aprender. A empresa começou em 2011 oferecendo aulas particulares ao público acadêmico. Em junho do ano seguinte, implementou um modelo de negócios novo e passou a organizar aulas em grupo, workshops e palestras – o portfólio tem mais de 100 aulas presenciais. Em março de 2013, a empresa lançou seu primeiro curso online.

O faturamento do Easyaula nos últimos oito meses gira em torno de R$ 130 mil mensais. A empresa tem oito funcionários e nos próximos meses deverá aumentar o quadro para 10 profissionais. O negócio conta com apoio da aceleradora 21212 e da editora Macmillan.

Saúde

Se planejamento é importante, no caso da empresa de Diego Alvarez fica claro que uma boa dose de inovação não faz mal a ninguém. Talvez esse seja o motivo, também, do sucesso de Gustavo Guida e seu sócio, Tadeu Maia. Juntos, eles criaram o HelpSaúde, que possibilita a marcação de consultas médicas por meio de um único site.

A empresa chegou ao mercado em 2011 oferecendo apenas o serviço de informação. Ou seja, o usuário encontrava na plataforma o que precisava e depois ligava no consultório. A partir de 2013, o site começou a oferecer também o agendamento de consultas pelo sistema. “Segundo pesquisas informais, já assumimos a liderança nesse mercado, com uma média de seis mil agendamentos”, afirma Guida.

O retorno do investimento feito por Guida e o sócio é de longo prazo. Nada que preocupe o empreendedor, com experiência em negócios conectados com a internet. Há quase 15 anos ele fundou o Bondfaro – site de pesquisa de produtos que ajuda o consumidor a poupar tempo e dinheiro ao comprar na web. Em 2006, a empresa juntou-se ao Buscapé, o principal player do segmento. O HelpSaúde já recebeu dinheiro da Astella Investimentos, em 2011, e da Kaszek Ventures no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
GestãoPlanejamentoFinançasExpansão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.