Reprodução
Reprodução

Pessoas ricas são menos tristes, não necessariamente mais felizes que os outros

Pesquisa mostra uma forte relação entre renda e tristeza

Estadão PME,

02 de fevereiro de 2015 | 15h02

Dinheiro traz felicidade? Uma série de pesquisas aponta que as pessoas mais ricas são mais satisfeitas com suas vidas em comparação com as mais pobres. No entanto, a satisfação com a vida é diferente de felicidade.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

Uma nova pesquisa publicada na Social Psychological and Personality Science mostra que o dinheiro pode ser uma ferramenta mais eficaz para reduzir a tristeza do que para aumentar a felicidade.

No estudo, 12.291 pessoas divididas em 16 grupos de renda classificaram sua felicidade ou tristeza ao longo do dia. A conclusão foi que as pessoas com maior renda se sentiam menos tristes, mas não mais felizes que a média.

De acordo com o site Fast Company, a maior capacidade de lidar com contratempos pode ser a explicação para os ricos sentirem menos tristeza. Por exemplo, uma pessoa rica está com um problema de vazamento no telhado e pode tratar o caso como um aborrecimento e chamar alguém para arrumar. Já uma pessoa sem condições financeiras para fazer o reparo terá que lidar com a goteira por meses.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.