Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Pesquisa mostra que brasileiros são os que mais aceitam correr riscos para empreender

Levantamento foi feito em 17 países com 11 mil empresários de pequenas e médias empresas

ESTADÃO PME,

05 de novembro de 2013 | 17h43

Pesquisa feita em 17 países mostra que os brasileiros são os empreendedores que estão mais dispostos a assumir riscos para alcançar o sucesso nos negócios. De acordo com o relatório The Sage Business Index, 56% dos entrevistados se descrevem como "afeitos ao risco". Mais até que os norte-americanos (47%). O menor porcentual é da Áustria, com 33%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Enquanto 56% dos pequenos e médios empresários brasileiros estão dispostos a correr riscos, 24% responderam que têm aversão ao risco. A pesquisa também mostra que 35% das empresas têm como principal prioridade a conquista de novos clientes.

Quando o tema é desafio para fazer negócios, 27% apontaram o nível de burocracia e a legislação como os maiores desafios, seguidos de impostos, com 26%. Quando questionados sobre o que seria importante para aumentar a confiança, 74% apontaram a redução de impostos.

::: Leia também :::

Mulheres são mais empreendedoras

Aposta no suco saudável é tendência

Negros são quase metade dos empreendedores

A pesquisa também analisa a confiança dos empresários no potencial dos seus negócios. Em uma escala de 0 a 100, o Brasil atingiu 71,62, o valor mais alto do relatório. Já quando o assunto é confiança na economia do Brasil, o índice cai para 47,38.

A pesquisa é feita pelo Grupo Sage, que atua no fornecimento de softwares e serviços de gestão empresarial para pequenos e médios negócios. No Brasil, o grupo engloba as empresas IOB, Folhamatic, CENIZE, Sage XRT e Editora Síntese.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.