Reprodução
Reprodução

Pequenos negócios abrem 147 mil postos de trabalho

Resultado de setembro representa alta de 45% em comparação a 2012

Estadão PME,

25 de outubro de 2013 | 13h41

Os pequenos negócios foram responsáveis por 70% dos postos de trabalho abertos em setembro no Brasil. Foram registradas 147,5 mil novas contratações, resultado que representa alta de 45% comparando com o mesmo mês de 2012. Na comparação com agosto de 2013, o crescimento foi de 16%. Os números foram obtidos por meio de um estudo do Sebrae, elaborado com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

"Houve melhora no emprego de uma maneira geral, mas o volume registrado pelos pequenos negócios foi quase duas vezes e meia maior do que o das médias e grandes empresas nesse período", afirma, Luiz Barretto, presidente do Sebrae.

De acordo com o estudo, o volume líquido de contratações pelos pequenos negócios superou o das médias e grandes empresas em 140%. O Sebrae informa que os pequenos negócios estão à frente da geração de empregos formais em todo País desde novembro de 2012.

Com esses números, os empreendimentos de micro e pequeno portes registraram, em setembro, o melhor resultado em 18 meses. Ainda de acordo com o levantamento, houve aumento do emprego em todas as regiões brasileiras, com destaque para o sudeste, com um saldo de 63.185 vagas.

São Paulo voltou a liderar o ranking estadual em setembro, com a criação de 38.263 postos de trabalho. O Rio de Janeiro assumiu a segunda posição, com a geração de 14 mil empregos, e o Paraná veio logo a seguir, com um saldo de 13.729 vagas. Minas Gerais teve a maior movimentação dentro do ranking, saltando da 17ª posição, em agosto, para a atual sétima colocação, com 6.583 novos postos de trabalho.

Segundo o Sebrae, o setor de serviços continuou liderando as contratações, com saldo líquido positivo de 57.546 postos de trabalho, correspondendo a 39% do total de empregos gerados pelos pequenos negócios. Desse montante, 35% concentraram-se nos serviços de alojamento e alimentação e 33% em comercialização e administração de imóveis. O comércio vem em seguida, com 45.974 novos empregos. Na terceira posição está a construção civil, com a geração de 29.767 vagas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.